Arquivo de junho \26\UTC 2007

Ubuntu Feisty tocando todos os formatos

(Antes de ler, saiba que alguns caracteres como – – dois traços seguidos viram um traço longo –, as aspas duplas vira isso aqui : “, sim este wiki modifica alguns caracteres sem minha permissão . Então ao utilizar o famoso copiar/colar atente-se a isso.)

Pois é, já tem um tempo que alguns me perguntam quando eu iria fazer uma atualização do artigo “Ubuntu tocando todos os formatos”, a verdade é que nunca tive interesse porque no Ubuntu Feisty a maioria dos codecs são instalados sob demanda, porém atendendo a pedidos estou refazendo o artigo que não ficou tão diferente do original. Então vamos a a instalação :

1) Primeiramente, vamos habilitar os repositórios universe, restricted e multiverse, eu faço isso executando o próprio synaptic :

a) No Meu do seu sistema GNOME vá em Sistema->Administração->Gerenciador de Pacotes Synaptic

b) Após vá em Configurações->Repositórios, então aparecerá uma relação de repositórios disponiveis e suportados pela distribuição Ubuntu, ligue os repositórios “main”, “universe”, “restricted” e “multiverse”.

OK. Agora clique em “Fechar”, estando ainda na tela principal do Synaptic clique no botão “Atualizar”.

Após os procedimentos acima, o synaptic poderá ser fechado.

2) Vamos agora instalar os pacotes, muita atenção no copiar/colar, eu suprimí o -y – -assume-yes porque o wordpress simplesmente vai trocar o “- – “(dois traços seguidos) por algo que provocará erro de sintaxe, então execute na linha de comando (terminal bash) :

# pacotes comuns

sudo apt-get install mpeg2dec a52dec vorbis-tools id3v2 mpg321 mpg123
sudo apt-get install libswfdec0.3 libflac++5c2 ffmpeg
sudo apt-get install cdda2wav toolame libmp4v2-0 totem-mozilla
sudo apt-get install libmjpegtools0c2a tagtool easytag id3tool
sudo apt-get install lame lame-extras nautilus-script-audio-convert
sudo apt-get install mozilla-helix-player helix-player
sudo apt-get install libmad0 libquicktime0 libjpeg-progs libmpcdec3
sudo apt-get install flac faac faad sox toolame a52dec
sudo apt-get install libmpeg2-4 uudeview flac libmpeg3-1

# gstreammer 0.10

sudo apt-get install gstreamer0.10-ffmpeg gstreamer0.10-fluendo-mp3 gstreamer0.10-fluendo-mpegdemux gstreamer0.10-gl gstreamer0.10-gnonlin gstreamer0.10-pitfdll gstreamer0.10-plugins-bad gstreamer0.10-plugins-farsight gstreamer0.10-plugins-ugly gstreamer0.10-sdl gstreamer0.10-plugins-bad-multiverse gstreamer0.10-plugins-ugly-multiverse totem-gstreamer

# só para quem usa o gstreammer 0.8

sudo apt-get install gstreamer0.8-a52dec gstreamer0.8-audiofile gstreamer0.8-ffmpeg gstreamer0.8-flac gstreamer0.8-jpeg gstreamer0.8-misc gstreamer0.8-mms gstreamer0.8-plugin-apps gstreamer0.8-plugins gstreamer0.8-sdl gstreamer0.8-speex gstreamer0.8-theora gstreamer0.8-tools gstreamer0.8-vorbis gstreamer0.8-aa gstreamer0.8-alsa gstreamer0.8-cdparanoia gstreamer0.8-dvd gstreamer0.8-mad gstreamer0.8-mpeg2dec gstreamer0.8-swfdec gstreamer0.8-x gstreamer0.8-dirac gstreamer0.8-faac gstreamer0.8-faad gstreamer0.8-lame gstreamer0.8-pitfdll gstreamer0.8-plugins-multiverse gstreamer0.8-xvid

# flash
sudo apt-get install gsfonts gsfonts-x11 flashplugin-nonfree

# avifiles (para quem vai usar avifile-player, raro ?)
sudo apt-get install avifile-player avifile-utils avifile-mad-plugin avifile-mjpeg-plugin
sudo apt-get install avifile-vorbis-plugin avifile-win32-plugin avifile-xvid-plugin
sudo apt-get install avifile-win32-plugin avifile-divx-plugin avifile-utils
sudo apt-get install avifile-xvid-plugin libavifile-0.7c2
sudo apt-get install avifile-divx-plugin xvid4conf avifile-mad-plugin
sudo apt-get install avifile-mjpeg-plugin avifile-vorbis-plugin

# só para quem gosta de usar o mplayer (eu uso)

sudo apt-get install mplayer mplayer-fonts mplayer-skins mozilla-mplayer mencoder

# só para quem gosta de usar o xine

sudo apt-get install totem-xine gxine libxine1-plugins libxine-extracodecs

# para quem usa o K3b e/ou utilitários de composição de dvd/videos

sudo apt-get install cdrdao vcdimager mjpegtools vcdtools transcode
sudo apt-get install movixmaker-2 normalize-audio mp3gain
sudo apt-get install k3b libk3b2-mp3

3) Codecs proprietários e protegidos :

A lista acima contém codecs, ferramentas para conversão entre formatos e utilitários. Mas apenas isso não basta, faltam alguns codecs proprietários do formato windows, então vamos a eles :

wget -vc http://www.debian-multimedia.org/pool/main/w/w32codecs/w32codecs_20060611-0.0_i386.deb

wget -vc http://fmasft.if.usp.br/debian-marillat/pool/main/libd/libdvdcss/libdvdcss2_1.2.9-0.0_i386.deb

sudo dpkg -i w32codecs_20060611-0.0_i386.deb libdvdcss2_1.2.9-0.0_i386.deb

O dvdcss  pode ser instalado também dessa forma :

sudo apt-get install  libdvdread3

sudo /usr/share/doc/libdvdread3/install-css.sh

Ok. Parabens ! Codecs para Windows também foram instalados. Uma observação importante é que em alguns países, a utilização dum “css” para destravar os videos em formato mpeg2 e mpeg4 (dvd) são proibidos, assim como também outros formatos que utilizam de DRM e são protegidos por leis em seus respectivos países.

4) RealPlayer (.rmvb)

Sim, o formato .rmvb pode ser tocado diretamente pelo mplayer, no entanto alguns preferem toca-los diretamente no realplayer. Até a versão anterior (dapper), a Canonical mantinha no repositório “comercial” esse programa, atualmente no feisty o repositório comercial tem apenas os programas vmware-server, opera e arkeia. A página Ubuntu Guide dão instruções erradas de como instala-lo no Ubuntu Feisty e ainda ninguém percebeu. Eu poderia indicar outros repositórios que contenham o realplayer, no entanto, não posso recomendar aqueles que não conheço. Minha recomendação para aqueles que preferem usar o realplayer para tocar o formato .rmvb é baixar o player diretamente do fabricante Real.com, eis um caminho simples :

a) Vá até a página “http://www.real.com/linux” e baixe a versão mais recente cujo nome “atual” é RealPlayer10GOLD.bin, salve-o numa pasta que voce venha a recordar o nome.

b) Abra um Terminal e execute nele :

sudo apt-get install libstdc++5
sudo chmod +x /onde/voce/baixou/RealPlayer10GOLD.bin
sudo  /onde/voce/baixou/RealPlayer10GOLD.bin

O procedimento de instalação é rápido e descomplicado. A seguir voce já poderá ver o realplayer em Aplicações->Som e Video->RealPlayer 10.

5) Conversão de formatos para iPod, Celulares e Smartfones :

Para converter de um formato para outro, o modo mais simples é usar o ffmpeg na linha de comando. A primeira vista, o ‘ffmpeg’ parece complicado, porém acredite ele é bem fácil em comparação com o mencoder. Existem toneladas de frontends que podem simplificar a sua vida, mas para usar em dispositivos portateis muitos não são tão confiáveis, eu conheço e uso este aqui :

http://www.miksoft.net/mobileMediaConverter.htm

Ele é simples, uso ele para converter videos para meu celular Motorola A1200i . Eis como fica a instalação :

sudo mkdir -p /opt/mmc
 cd /opt/mmc
 sudo wget -vc http://www.miksoft.net/products/mmc-lin.tar.gz
 sudo tar zxvf mmc-lin.tar.gz

Dê um ALT+F2 e execute “gksu gedit /usr/share/applications/mmc.desktop” e copie o seguinte conteúdo :

[Desktop Entry]
 Name=Mobile Media Converter
 Comment=Mobile Media Converter
 Exec="/opt/mmc/Mobile Media Converter"
 Icon=/usr/share/pixmaps/gnome-grecord.png
 Type=Application
 Encoding=UTF-8
 Categories=Application;AudioVideo;Audio;

Cuidado com os espaços em brancos entre as palavras Mobile Media Converter

A seguir, ele aparecerá no menu Aplicações->Som e Video->Mobile Media Converter.

Conclusão Final

Faltou alguma coisa? sim, pode ter faltado alguns pacotes importantes. Se voce souber de algo então deixe um comentário e atualizarei o artigo mais tarde.

Vale relembrar que os codecs de musica ou video que estão protegidos por DRM (Digital Rights Management) provavelmente não tocarão. Se voce quer insistir em toca-los então use o mplayer, pois é muito bom em tocar todos os formatos e até mesmo arquivos defeituosos que nunca tocariam noutro player.

Aqueles que nunca utilizaram o mplayer antes, talvez enfrente um erro comum dizendo algo relacionado a video não está funcionando, isto é um simples ajuste na configuração do mplayer, vá até Preferences > Video e altere o Driver para algo capaz de exibir o video segundo a capacidade de seu computador (sdl, svga,…), se tiver dúvidas use então ‘X11′ que apesar de genérico funcionará perfeitamente no seu sistema.

17 Comentários

Compiz Fusion no Ubuntu Feisty

O Compiz Fusion foi o nome concedido ao merge entre Compiz e Beryl, agora ambos são um único produto e pessoalmente acho muito surpreendente a velocidade com que anda a carroagem desse projeto. A seguir dica passo-a-passo para quem quiser conhece-lo melhor.

1) Dê um alt+f2 e execute “gksu gedit /etc/apt/sources.list”.

Abrirá um editor de textos, então cole as seguintes linhas :

# Treviño's Ubuntu feisty EyeCandy Repository (GPG key: 81836EBF - DD800CD9)
# Many eyecandy 3D apps like Beryl, Compiz, Fusion and kiba-dock snapshots
# built using latest available (working) sources from git/svn/cvs...
# wget http://download.tuxfamily.org/3v1deb/DD800CD9.gpg -O- | sudo apt-key add -
deb http://download.tuxfamily.org/3v1deb feisty eyecandy
deb-src http://download.tuxfamily.org/3v1deb feisty eyecandy

Salve e saia do editor.

2) Atualize os seus repositórios, vá para a linha de comando (terminal bash) e execute :

sudo clear
wget http://download.tuxfamily.org/3v1deb/DD800CD9.gpg -O- | sudo apt-key add -
sudo apt-get update

3) Recomendo voce remover todas as as referencias ao compiz ou beryl que voce tiver instalado, o melhor caminho para isso é executar o Synaptic, Menu Sistema->Administração->Gerenciador de Pacotes Synaptic e procurar por tais referencias e remove-las. Após isso :

sudo apt-get dist-upgrade

4) Instale o compiz :

sudo apt-get install compiz # compiz-gnome ou compiz-kde

a partir do Ubuntu Gutsy :

sudo apt-get install compiz-core  libxslt1.1 libxslt1-dev compiz-dev

5) Para instalar o configurador chamado CompizConfig :

sudo apt-get install compizconfig-settings-manager
sudo apt-get install compizconfig-backend-gnome # ou compizconfig-backend-kde

6) Para instalar os plugins :

sudo apt-get install compiz-fusion-*

7) Para rodar o compiz, na linha de comando :

Primeiro limpemos configurações antigas do beryl, emerald ou compiz :

rm -fR ~/.beryl*
rm -fR ~/.emerald*
rm -fR ~/.compiz*

Agora finalmente executamos o tão esperado compiz :

compiz --replace&  (são dois traços seguidos em - - replace)

Se funcionar no terminal, as próximas execuções deverão ser feitas com a caixa de dialogo do GNOME, ou seja, ALT+F2 e o comando acima. Se voce quiser descarrega-lo, apenas execute :

metacity --replace&

É possivel escrever um script que carregue o compiz, e descarregue-o também, dê um alt+f2 e execute “gksu gedit /usr/bin/compiz.sh” e cole essas linhas :

#!/bin/bash
# se o compiz estiver carregado então descarrega-o,
# caso contrario usa o compiz
COMPIZ_LOAD=`ps aux|grep compiz.real|grep -v grep |wc -l`
if [ $COMPIZ_LOAD -gt 0 ] ; then
     metacity --replace&
     killall compiz compiz.real gtk-window-decorator emerald heliodor
else
     compiz --replace&
fi

Lembre-se : –replace é precedido por dois traços juntos (o wordpress mostra como um traço longo). Salve o arquivo e novamente execute com alt+f2 “gksu chmod +x /usr/bin/compiz.sh”.

Pronto ! Agora voce carrega e descarrega o compiz quando quiser, para facilitar ainda mais as coisas, crie um atalho no painel do GNOME apontando para /usr/bin/compiz.sh.

Fusion Icon

Fusion Icon é um pequeno programinha que pode rodar na bandeja do seu ambiente gráfico, e é capaz de carregar o compiz ou outro WM que estiver sido instalado (kwin, metacity, aquamarine,…), ele é muito recomendado e voce poderá coloca-lo para iniciar junto com a sua sessão e ter o WM que foi escolhido carregado automaticamente, porém voce poderá trocar de WM dinamicamente com apenas um clique, com ele voce pode carregar o compiz e habilitar algumas opções variadas sem apelar para a linha de comando. Sua instalação é fácil, porém necessita de compilação :

sudo apt-get install git-core compiz-dev build-essential
 git-clone git://anongit.opencompositing.org/users/crdlb/fusion-icon
 cd fusion-icon
 sudo make interfaces=gtk install

O ‘make install’ acima é sugerido para ambientes GNOME ou baseados no GTK, voce pode trocar a palavra ‘gtk’ por ‘qt3’ ou ‘qt4’ para ambientes baseados na toolkit QT. Use ‘qt4’ se seu ambiente for Ubuntu+KDE (libqt4-dev é requerida).

Após a instalação não esqueça de colocar o programa ‘ fusion-icon’ para ser carregado no inicio de sua sessão. Se sua sessão for GNOME, a sequencia é a seguinte Menu Sistema->Preferências->Sessões então ir na guia ‘Programas iniciais’ e clicar no botão ‘novo’ e acrescentar nos campos seguintes o nome ‘fusion-icon’.

Considerações Finais :

A versão acima é fresquinha do repositório GIT (caracteristica desse repositório treviño), não use-a se voce não estiver disposto a ter surprezas ruins. No link abaixo, voce encontra dica para versões anteriores, e provavelmente com menos surpresas.

As dicas acima foram copiadas e modifcadas de http://forums.opencompositing.org/viewtopic.php?f=14&t=131 . Se algo der errado e voce quiser algum suporte poderá acessar este link e postar suas dúvidas (em inglês).

As minhas primeiras impressões é que vale a pena utilizar, é mais rápido, os zoom estão bem “lisos”, transparencias perfeitas. O compiz-backend-gnome lhe permite configurar as coisas. Ainda falta um programa ao estilo beryl-manager onde eu consiga trocar a WM a bel-prazer ou fazer ajustes. O heliodor e aquamarine permanecem nos repositórios e podem ser utilizados a seu bel-prazer (nem todos gostam do compiz). É muito bom, superou as expectativas.

49 Comentários

VMWare e os caracteres “/” e “?” no teclado ABNT2

Foi lançada uma nova versão do VMWARE (workstation e player). Muito boa por sinal, mas ainda persiste o problema com teclados ABNT onde os caracteres “/” e “?” (que estão localizados na mesma tecla) não funcionam, curiosamente este já é um problema bem antigo e que é resolvido com a mesma dica que já passei a tempos atrás. Resolvemos esse problema editando o arquivo de configuração do vmware e acrescentando uma única linha. Eis o que deve fazer, dê um ALT+F2 e execute o comando para desbloquear o arquivo de configuração do vmware :

gksu chmod 664 /usr/lib/vmware/config

Dê um ALT+F2 novamente, execute o editor de textos :

gksu gedit /usr/lib/vmware/config

Acrescente esta linha :

xkeymap.keycode.211 = 0x073

cuidado com o “X” acima (0x073), pois na hora de copiar/colar ele deveria ser um “X” normal, mas o wordpress trata de transforma-lo num caractere semelhante a “X” mas não é o mesmo “X” do nosso alfabeto, e este o VMWARE rejeita.

Pronto ! Salve o arquivo de configuração e já poderá desfrutar do vmware.

Uma observação importante é que se houver qualquer atualização do VMWARE Workstation ou VMPlayer (disponivel nos repositórios oficiais) a configuração acima terá de ser refeita.

12 Comentários

Na busca do cliente bittorrent perfeito.

Como já devem saber eu continuo a buscar o cliente bittorrent perfeito.

A bola da vez será a versão snapshot do deluge-torrent, eu já havia testado esse cliente e ele funcionou muito bem, no entanto, em algumas oportunidades ele se tornava instavel e até mesmo em algumas oportunidades eu era obrigado a voltar as configurações originais com comando ‘rm -rf ~/.config/deluge’. Em algumas oportunidades o processador ficava estrangulado em 100% de uso. Esses foram os problemas que encontrei na versão 0.5.0 que encontra-se no site www.getdeb.net.

Resolví testa-lo novamente porque a versão atual é 0.5.1 e talvez os problemas encontrados já tivessem sido corrigidos. Mas já que é para testar vou pegar logo a versão SVN que será a futura 0.5.2 . O passo-a-passo é o seguinte, primeiramente habilite os repositorios universe e multiverse do seu ubuntu e siga :

1) Execute na linha de comando (terminal bash) :

sudo apt-get install debhelper python-all-dev python-all python-support libboost-dev libboost-thread-dev
sudo apt-get install libboost-filesystem-dev libboost-serialization-dev libssl-dev
sudo apt-get install dpatch zlib1g-dev libboost-regex-dev libboost-date-time-dev
sudo apt-get install build-essential dpkg-dev debhelper devscripts fakeroot linda dh-make subversion

2) Remova quais versões do deluge que voce possuir :

sudo apt-get remove deluge-torrent

3) Apague o arquivo de configuração do deluge (se existir) :

rm -rf ~/.config/deluge

4) Baixe os fontes :

svn checkout http://deluge-torrent.org/svn/trunk deluge

5) Compile e instale :

cd deluge
make
sudo make install

Pronto ! Poderá executa-lo com alt+f2 e executar ‘deluge’ ou também pelo menu Aplicações->Internet->Deluge Bittorrent Client.

Ainda é cedo para tecer comentários e além do mais estou usando uma versão svn, mas assim que tiver minhas primeiras impressões vou postar meus comentários aqui.

10 Comentários

Nem tão perfeito : deluge -> qBitTorrent

Vocês devem se lebrar que a um certo tempo atrás eu havia mencionado que tinha achado o cliente bittorrent perfeito, pois é, o programa até é bom, mas com uns bugs chatos que me incomodavam. Então resolvi voltar para o Bittornado, que não é o supra sumo dos clientes bittorrents, mas é bem confiável.

Agora na busca do cliente bittorrent perfeito, estou a experimentar o qBittorrent e por enquanto estou utilizando-o com sucesso, dessa vez vou tentar segurar minha língua e não elogiar demais, assim vou decepcionar-me menos se ele não atender as minhas necessidades. Fica aí a dica para quem quiser experimentar este novo cliente bittorrent.

Passo 1) Dê um alt+f2 e execute “gksu gedit /etc/apt/sources.list” e acrescente as linhas :

deb http://hydr0g3n.free.fr/qbittorrent/feisty/ ./
deb-src http://hydr0g3n.free.fr/qbittorrent/feisty/ ./

Salve o arquivo e feche o gedit.

Há também repositório para ubuntu edgy e debian na página oficial.

Passo 2) Atualize o banco de dados de repositório e instale o qbittorrent, faça isso a partir da linha de comando (terminal bash) :

sudo apt-get update
sudo apt-get install qbittorrent

Pronto !

Agora é só ir em Aplicações->Internet->qBitTorrent.

13 Comentários

jSMS no Ubuntu

O programa jSMS é um programa java com o intuito de enviar mensagens SMS para celulares das operadoras BrasilTelecom, CTBC, Claro, Nextel, Oi e TIM. Experiementei para minha operadora e funcionou, portanto recomendo. Para instalar no seu ubuntu :

1) Instale o java, vá para a linha de comando (terminal bash) e execute :

sudo apt-get install -y sun-java6-jre sun-java6-bin sun-java6-fonts

2) Baixe o programa :

sudo mkdir -p /usr/share/java
cd /usr/share/java
sudo wget -vc  http://jsms.com.br/download/jSMS-260a.jar
cd /usr/share/pixmaps
sudo wget -vc http://jsms.com.br/svn/trunk/jSMS.png

3) Crie um script, dê um alt+f2 e execute “gksu gedit /usr/bin/jsms” e cole este conteúdo :

#!/bin/bash
# Se voce nao usa o Beryl/XGL comente a linha abaixo :
export AWT_TOOLKIT=MToolkit
java -jar /usr/share/java/jSMS-260a.jar $@

Salve o arquivo e prossiga com o próximo passo.

4) Vá para a linha de comando novamente e execute :

sudo chmod a+x /usr/bin/jsms

5) Crie um atalho para o seu ambiente gráfico, dê um alt+f2 e execute “gksu gedit /usr/share/applications/jsms.desktop” e copie este conteúdo :

[Desktop Entry]
Name=jSMS - Java Short Messages Sender
Comment=jSMS - Java Short Messages Sender
Exec=jsms
Icon=/usr/share/pixmaps/jSMS.png
Type=Application
Encoding=UTF-8
Categories=Network;Application;

Salve e pronto ! O ícone para o jSMS aparecerá em Menu->Aplicações->Internet.

Conclusão final :

Se tiver dúvidas a respeito desse programa consulte este sítio :
http://jsms.com.br/

Sempre fique atento a versão mais recente desse programa, eu utilizei uma versão para testes que funcionou muito bem para mim. Segundo lí no próprio sítio do desenvolvedor haverá o lançamento da versão final ainda este mês.

22 Comentários