Arquivo de setembro \20\UTC 2010

Forçando a compatibilidade do script Ubuntu Perfeito com outras distros.

O script Ubuntu Perfeito é criado com um único ponto de vista : a versão corrente do Ubuntu.

Sei que ele rodaria com pouca dificuldade em outras distros baseadas em Ubuntu (Kubuntu, LUbuntu,Linux Mint ou mesmo Debian).

Mas não dá para assumir uma posição de Atlas e me comprometer com todas elas quando algum bug ocorre, assim prefiro manter o foco em apenas uma.

Mas se você deseja assumir o risco, e roda-lo em seu ambiente, então eis a dica :

Com poderes administrativos, edite o arquivo :

/usr/share/ubuntuperfeito-lucid/ubuntu-perfeito.sh

Troque a linha :

ppa_repos=`lsb_release -cs`

por :

ppa_repos="lucid"

Isso vai ludibriar o script, o script pensará que está rodando o Lucid e não lhe importunará.

Repito o que disse no principio,  você deverá assumir os riscos caso a distro não seja exatamente 100% compátivel. O script não vai apagar os seus dados, nem formatar o seu drive, os riscos a que me refiro é colocar programas e repositórios que não combinam com o seu ambiente.

Deixe um comentário

Criando uma LiveUSB com o Parted Magic #2

No mês passado eu falei como criar uma pendrive com o sistema PMagic, porém, aquele artigo caducou com a nova versão do PMagic, a 5.4.

Nas versões anteriores haviam duas formas de distribuição, a ISO indicada para quem fosse dar partida no sistema por leitor de CD/DVD e um arquivo .zip indicado para que faria a mesma coisa, porém com pendrives.

A partir da versão 5.4 cessaram a distribuição do arquivo .zip que era indicado para para inicializar pelo pendrive.

Mas isso não é ruim porque algumas arrumações recentes tornaram o PMAGIC compatível com o Unetbootin, um programa especializado em colocar arquivos .ISO inicializáveis em CD/DVD em inicializáveis também em pendrives. Não são todas as distribuições que são compatíveis com o Unetbootin, mas agora o PMAGIC é.

Assim foi necessário atualizar este artigo e espero que gostem.

O que é o PMAGIC

O Parted Magic, ou apenas PMAGIC é uma distro Linux focada em backup e recuperação de sistemas incluindo desastre com discos, por isso há nela ferramentas para recuperar arquivos excluídos, criar e restaurar imagens de discos, realização de backups e assim por diante.

Essa distro requer 256MB de RAM para funcionar diretamente na RAM, isto é, CD/DVDROM estarão livres após o boot, ou se você não tiver 256MB de RAM disponíveis funcionará com apenas 128MB, porém o CD/DVDROM ficará em uso pelo tempo que estiver usando a distro.

É uma LiveCD muito bacana e recomendo.

Aqueles que me conhecem sabem que prefiro o SystemRescue, mas note que o System Rescue (SR) é para ser usado por pessoas mais experientes. O SR é uma distro expert-friendly enquanto o PMAGIC é user-friendly, com  os programas sendo acessados a partir duma interface gráfica leve, porém funcional.

Neste artigo, vou comentar sobre como colocar esta distro para funcionar diretamente de USBs inicializáveis;

Antes de prosseguir com este tutorial

Antes de prosseguir, saiba que  o programa syslinux, um bootloader presente em praticamente todas as distros está desatualizado em todas as versões do Ubuntu (contei até a 10.04), assim, usuário do Ubuntu, você precisa imediatamente atualiza-lo a partir do endereço :

http://www.kernel.org/pub/linux/utils/boot/syslinux/

Mas obtem-se resultados melhores usando o repositório Debian para atualizar o syslinux :

Visite estes endereços :

http://packages.debian.org/sid/syslinux

http://packages.debian.org/sid/syslinux-common

E obtenha os arquivos :

syslinux_4.01+dfsg-3_amd64.deb
syslinux_4.01+dfsg-3_i386.deb
syslinux-common_4.01+dfsg-3_all.deb

A versão de cada pacote poderá variar, as que eu listei acima funcionam perfeitamente no Ubuntu, não posso garantir que outras funcionem.

depois execute :

sudo apt-get remove --purge syslinux syslinux-common

Na remoção acima é provável que alguns pacotes também tenham de ser removidos, aqui são removidos os pacotes usb-creator-common e usb-creator-gtk, por isso tenho de reinstala-los mais tarde.

Por fim, instalo os pacotes que foram descarregados :

sudo dpkg -i syslinux_4.01+dfsg-3_amd64.deb  syslinux-common_4.01+dfsg-3_all.deb

Substitua [syslinux_4.01+dfsg-3_amd64.deb] por [syslinux_4.01+dfsg-3_i386.deb] se seu sistema for 32bits.

Depois repomos os arquivos que foram removidos :

sudo apt-get install usb-creator-common  usb-creator-gtk

Reinicie o computador para efetivar as mudanças.
Confira se seu sistema está mesmo com a versão atualizada do syslinux, execute :

$ apt-cache policy syslinux:
  Instalado: 2:4.01+dfsg-3
  Candidato: 2:4.01+dfsg-3
  Tabela de versão:
 *** 2:4.01+dfsg-3 0
        100 /var/lib/dpkg/status
     2:3.63+dfsg-2ubuntu3 0
        500 http://archive.ubuntu.com/ubuntu/ lucid/main Packages

Somente com o programa syslinux atualizado com a versão 3.86 ou superior poderá prosseguir com este tutorial.

1- Prepare o pendrive

O pendrive pode ter qualquer tamanho, no entanto deverá estar devidamente formatado em FAT16 ou FAT32.

Insira o pendrive em seu sistema, depois vá em Sistema->Administração->Criador de disco de inicialização. Não se preocupe, não vamos gerar nenhum LiveUSB com essa ferramenta, apenas vamos usa-la para limpar o seu pendrive, doutra forma teríamos de usar o gparted que seria uma ferramenta mais complexa, até porque além de formatar em FAT teríamos de marcar a partição como bootável e lba, e nosso queridíssimo Criador de disco de inicialização já faz isso sem nos darmos conta.

Usando o Criador de disco de inicialização, simplesmente apague seu pendrive como mostra a figura a seguir :

2- Descarregue o PMAGIC

Faça o download do PMAGIC  a partir deste endereço :

http://partedmagic.com/download.html

O arquivo a ser descarregado tem a nomenclatura  pmagic-iso-[versao].zip.

3- Instale o unetbootin

A partir da versão 5.4 do PMAGIC, o trabalho de descompactar e organizar arquivos não é feito manualmente como antes. Pode-se utilizar agora o “unetbootin” que simplifica muito o trabalho. Para instalar o unetbootin, execute no terminal :

sudo apt-get install unetbootin

4- Use o unetbootin

Depois de instalado o unetbootin, monte o pendrive (apenas abra o dispositivo de pendrive dando duplo clique através do nautilus).

Vá em Aplicativos->Ferramentas de Sistema->Unetbootin, então identifique a unidade USB que pretende instalar o PMAGIC e a localização do arquivo .ISO do PMAGIC como mostra a figura a seguir :

Unetbootin

No exemplo acima, nosso querido pendrive é o disco sdc e sua partição é sdc1, tome nota delas, para evitar um desastre com o copiar/colar que alguns provavelmente farão ao ver este artigo então vamos chama-los nos exemplos a seguir de sdx e sdx1. Note também que o nosso pendrive está marcado como bootável e  sua marcação como (LBA).

Ao prosseguir, arquivos saem diretamente do .ISO e vão parar no pendrive nos locais corretos, vejam :

Arquivos sendo copiados

Depois de todos os arquivos copiados, então você opta (ou não) por reiniciar o computador :

Reiniciar o computador ou não, após o processo.

Conclusão

É uma pena o programa syslinux estar tão desatualizado no Ubuntu, a falta de atualização desse programa impede a criação de muitos LiveCDs e LiveUSBs, pois programas como unetbootin, remastersys, dentre outros requerem a versão atualizada deste programa.

Uma LiveUSB com Parted Magic é realmente uma solução viável para sysadmins e pessoas ligadas à suporte de TI, é uma distro bem acabada e com curva de aprendizado bem tênue para quem domina pouco a linha de comando.

Eu recomendo.

Deixe um comentário