Instalando o sistema de virtualização VirtualBox

(Este artigo é parte integrante do Guia do Ubuntu Perfeito, o sucesso da aplicação deste artigo depende do sucesso das etapas anteriores)

O Oracle VirtualBox é um sistema de virtualização.

Com ele podemos criar máquinas virtuais, cada máquina com um proposito diferente.

Antes de instalar o repositório oficial para instalar o VirtualBox, execute no terminal :

lsb_release -c
Codename: vivid

Anote em algum lugar, o codename, isto é, para os íntimos, o nome do release da distribuição. No exemplo acima, o nome é vivid.

Para instalar o Oracle VirtualBox, precisamos adicionar o repositório para os aplicativos da Oracle, dê um ALT+F2 e execute :

gksudo gedit /etc/apt/sources.list.d/oracle_vb.list <--GNOME
kdesudo kate /etc/apt/sources.list.d/oracle_vb.list <--KDE 

E cole o seguinte texto :

# Oracle VirtualBox – repositorio de programas

deb http://download.virtualbox.org/virtualbox/debian vivid contrib

Note que  o nome “vivid” foi usado.

Salve o arquivo e feche o editor.

Abra o terminal e execute na linha de comando :

wget -vc http://download.virtualbox.org/virtualbox/debian/oracle_vbox.asc -O /tmp/oracle_vbox.asc
sudo apt-key add /tmp/oracle_vbox.asc
sudo apt-get update -y

Tendo executando as instruções negritadas acima, o repositório conterá todos os programas do Oracle Virtualbox, porém note como há versões diferentes do VirtualBox,  execute no terminal :

apt-cache search virtualbox|grep virtualbox
(…)
virtualbox-ose – x86 virtualization solution – base binaries
virtualbox-4.1 – Oracle VM VirtualBox
(…)
Qual dos programas acima instalar ?

Há duas edições do VirtualBox, a edição OpenSource chamada de virtualbox-ose e a edição comercial chamada apenas de virtualbox-versao.

A edição comercial não é livre, porém é gratuita para uso pessoal, também é a mais completa, com a adição de packs externos, o VB tem as seguintes funcionalidades :

  • Possui um servidor RDP completo integrado, permitindo assim que usuários se conectarem com qualquer cliente RDP e rodar apenas um único aplicativo ou uma sessão inteira.
  • Suporte a USB (mesmo numa sessão interativa usando o RDP)
  • USB over RDP
  • iSCSI initiator

Agora, você terá de decidir sobre qual edição instalar, se deseja instalar a versão  comercial, então execute :

sudo apt-get install -y virtualbox-4.1 

Para instalar a edição OSE, execute :

sudo apt-get install -y virtualbox-ose

E pronto, a versão escolhida será instalada.

Para usar o Oracle VirtualBox, vá no menu de seu sistema, geralmente em Aplicativos->Sistema->Oracle VM VirtualBox.

Você ainda precisa saber como usar o VirtualBox, porém este será o escopo para outro artigo.

O grupo “VBOXUSERS”

Para usufruir do VirtualBox e de alguns de seus recursos é necessário que o usuário que for utiliza-lo esteja contido no grupo vboxusers, assim execute em seu terminal :

sudo adduser $USER vboxusers

Se você não fizer isso, alguns recursos como compartilhar a USB com o sistema anfitrião estarão comprometidos.

Instalar adicionais para convidado

Se voce criar uma máquina virtual Linux ou Windows, após a conclusão da máquina virtual, deverá instalar as ferramentas para convidado.

Se essas ferramentas não forem instaladas, a virtualização estará comprometida em vários aspectos, primeiro a máquina anfitriã ficará muito lenta e com processamento de 100% constante, também a máquina virtual terá sua performance bem abaixo do normal e alguns recursos não funcionarão, por exemplo, não será possivel usar o recursos de pastas compartilhadas onde podemos compartilhar algumas pastas do sistema anfitrião com a máquina virtual criada.

Para instalar, na maquina virtual vá até o menu Dispositivos e selecione o item “Instalar adicionais para convidado” :

Quando realizar esta operação, um CDROM virtual será inserido em sua máquina virtual, no caso de ser uma máquina Virtual Ubuntu Linux, o assistente de AutoPlay do Ubuntu aparecerá :

Escolha a opção “Abrir Pergunta de execução automática” e clique no botão [OK].

Se você perder essa pergunta, apenas procure dentro do CD VOXADDITIONS pelo arquivo VBoxLinuxAdditions.run e execute-o.

Então um assistente prosseguirá :

Prossiga com a instalação até a sua conclusão.

No final desse processo você ainda deverá  incluir o seu usuario que estiver usando dentro da máquina virtual dentro do grupo vboxsf, caso contrário encontrará problemas ao usar o recurso de pastas compartilhadas dentro duma máquina virtual Linux, execute :

sudo adduser seulogin vboxsf

Uma dificuldade que você pode encontrar é que apenas membros do grupo de administradores do Ubuntu Linux podem realizar operações usando o FUSE, compartilhar uma pasta com o sistema anfitrião requeirerá o uso do FUSE na máquina virtual, para executar essa operação dê um ALT+F2 e execute o comando :

gksudo gedit /etc/fuse.conf   —> Se estiver usando GNOME
kdesudo kate /etc/fuse.conf   —> Se estiver usando KDE

No final do arquivo, adicione as linhas :

# Permite usuários comuns mapearem unidades de rede e afins
user_allow_other

Salve o arquivo e finalmente…reinicie sua máquina virtual.

Posteriormente  num outro artigo conversaremos como usar o recurso de pastas compartilhadas tanto no Windows, como no Linux. Para quem já fez uso desse recurso, saiba que este processo de compartilhar pastas ficou ainda mais simples para usuários de máquinas virtuais Linux.

VirtualBox 4+

Algumas coisas mudaram no VirtualBox na versão 4, nesta versão, algumas coisas que estavam embutidas no VB se tornaram packs externos que estendem suas capacidades nativas.

Na realidade, a Oracle simplificou o processo de factoring por colocar um produto idêntico para todos os sistemas, mas fazer uso de packs adicionais para cada ambiente diferente (windows, linux, mac) em que for usar o VB.

Nós, usuários de Linux precisaremos do pack a seguir. Por isso execute o seguinte procedimento no terminal :

wget -vc http://download.virtualbox.org/virtualbox/4.0.2/Oracle_VM_VirtualBox_Extension_Pack-4.0.2-69518.vbox-extpack

O link acima poderá se tornar inválido, pois é esperado haver atualizações e se assim ocorrer, recomendo visitar a página :

http://www.oracle.com/technetwork/server-storage/virtualbox/downloads/index.html#extpack

No link acima encontrará novas atualizações.

Por fim, para instalar este pack, execute :

sudo VBoxManage extpack install Oracle_VM_VirtualBox_Extension_Pack-4.0.2-69518.vbox-extpack
0%...10%...20%...30%...40%...50%...60%...70%...80%...90%...100%
Successfully installed "Oracle VM VirtualBox Extension Pack".

O pack que instalamos acima acrescenta funcionalidades indispensáveis ao sistema, mas se algum dia precisar remover um pack, :basta usar o nome do pack que foi informado durante a instalação e usa-lo entre aspas :

sudo VBoxManage extpack uninstall "Oracle VM VirtualBox Extension Pack"
0%...10%...20%...30%...40%...50%...60%...70%...80%...90%...100%
Successfully uninstalled "Oracle VM VirtualBox Extension Pack".

Se você notar bem, o nome do pack a ser desinstalado é o próprio nome do arquivo transformando ‘_’ em espaços, mas é bom anotar todos os nomes os quais instalamos.

Essa forma de distribuir packs permite que outras empresas ou organizações possam interagir com o VirtualBox.  Existe até mesmo a possibilidade de se desenvolver um pack opensource que acrescente as mesmas funcionalidades com a qual a Oracle acrescenta ao seu pack proprietário.

Conclusão

Neste artigo você aprendeu a instalar o Oracle VirtualBox e viu algumas dicas sobre como utiliza-lo.

  1. #1 por Paulo em 30 \30\UTC janeiro \30\UTC 2011 - 18:20

    Uma observação: mude o “non-free” para o “contrib”

  1. Material de estudos e informações sobre o GNU/Linux | Blog do Creto

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: