Arquivo de maio \31\UTC 2010

Problemas ao usar o apt/aptitude usando proxy ?

Problemas ao usar o apt/aptitude usando proxy ?

Algumas pessoas comentaram na lista de discussão que o apt/aptitude está ignorando as variáveis de ambiente http_proxy e ftp_proxy e com isso não estão conseguindo fazer o apt/aptitude ser executado via proxy. Eu sei que com as variáveis de ambiente devidamente ajustadas deveria funcionar.

Não quero entrar na briga e descobrir se esse problema realmente acontece com todos, ou se é um bug novo para a lista do Ubuntu 10.04, mas há um outro método para fazer funcionar seu apt/aptitude por proxy, quer saber como ?

Dê um ALT+F2 e execute :

gksu gedit /etc/apt/apt.conf.d/02proxy

Cole o seguinte conteúdo :

Acquire::http::Proxy "http://fulano:senha@ip.do.proxy:porta";
Acquire::ftp::Proxy "ftp://fulano:senha@ip.do.proxy:porta";

Salve o arquivo e saia do editor de texto.

Agora tente executar usando o terminal :

sudo apt-get update

E note que a atualização ocorrerá sem problemas.

6 Comentários

Atualização do script Ubuntu Perfeito.

Olá a todos,

Acabei de disponibilizar uma nova versão do script Ubuntu Perfeito para Ubuntu 10.04 Lucid, o link para download é :

https://sourceforge.net/projects/ubuntu-perfeito/files/

As mudanças feitas no período podem ser vistas no Changelog, porém posso cita-las :

  • O Skype agora é instalado a partir do repositorio partner que é diferente da versão descarregada diretamente do site do Skype. Parece que a versão contida no repositório é melhor.
  • Quando antes era utilizado um proxy, um verbose na tela revelava a URL que poderia conter a senh, isso foi corrigido e essa URL não será mais exibida.
  • Foi adicionado uma opção para completar a instalação do idioma que em algumas instalações fica incompleta
  • Novo VirtualBox 3.2 (recomendo)
  • Nova opção para remover o mono do sistema, neste caso, instala o gnote no lugar do tomboy e shotwell no lugar do f-spot.
  • Um bug impedia que certos pacotes fossem removidos do seu sistema, esse problema foi corrigido.

Muitos me enviam emails solicitando o .ISO do Ubuntu 10.04 Lucid com o script já aplicado, pois isso simplifica todo o processo, aproveito essa ocasião para informar o motivo de ainda não o faze-lo.

Acontece que a criação de um .ISO envolve tempo e esforço realizado somente no meu horário de folga em meu unico computador, um laptop.

Este laptop não é possuidor de virtualização por hardware (intel-VT) assim não consigo criar máquinas virtuais para ambiente 64bits e todo o aspecto de criação de um .ISO tem de se dar com uma máquina real, acontece que ultimamente não estou podendo ficar reinstalando diversas vezes o ubuntu neste laptop – processo comum para a criação e testes desse .ISO. Tenho que trabalhar também, lembra ?

Criar uma .ISO 32bits poderia ser feito sem nenhum problema, mas disponibilizar um ISO 32 bits e deixar de lado usuários de ambientes 64bits (eu incluso) não acho bacana.

Estou aguardando um melhor momento ($$$) para fazer um upgrade deste notebook e corrigir esta falha, mas por enquanto, o caixa tá baixo e vou ter que esperar um pouco mais. Comprar um notebook para mim não é um processo simples, um notebook só faz sentido para mim se for processador Intel e placa de vídeo nVIDIA e ainda por cima 16 ou 17 polegadas, aí fica difícil né ? Tem de ter grana de sobra, o que não está acontecendo…

Abraço a todos.

17 Comentários

Gerenciador de boot no Ubuntu Server 10.04

Grub é o nosso gerenciador de boot, atualmente está na versão 2, muitos ainda preferem a versão anterior que era mais simples de configurar, salvo opinião particular de cada um, um gerenciador de boot em nosso sistema é fundamental e ainda muito mais em servidores. Sem um gerenciador de boot não poderíamos ter boot’s alternativos em nosso sistema.

Quando instalamos servidores, normalmente não há dual-boot como em desktops, mesmo assim ter um gerenciador de boot como o Grub é vantajoso, dentre as quais podemos citar :

  • Atualizações de kernel podem ser problemáticas, mas com um gerenciador de boot podemos manter versões anteriores do kernel caso o principal tenha sido atualizado e apresenta problemas.
  • Há momentos em que desejamos iniciar o servidor para fazer alguns reparos e não queremos iniciar os serviços nele instalados e o gerenciador de boot nos permite isso.
  • Podemos ter imagens especiais de boot, por exemplo, a instalação do Ubuntu coloca uma imagem de boot que nos permite realizar testes de memória.

Na versão LTS anterior do Ubuntu, o Grub exibia um menu de opções e se em 10 (dez) segundos nenhuma opção fosse escolhida então a opção “default” seria executada por padrão. Na nova versão do Ubuntu, o procedimento deveria ser o mesmo, mas não é, não há um “timeout” padrão (o anterior tinha 10 segundos), além disso o menu do grub não é exibido. O objetivo disso é óbvio : ter um boot extremamente rápido. Deveras, após instalado, um servidor dá boot em 7 segundos !

Mas o efeito colateral é que sem menu do grub não posso por exemplo dar um boot alternativo, nos releases anteriores, mesmo que o timeout fosse 0 (zero) segundos, pressionar ESC antes do grub iniciar causaria o aparecimento do grub, mas nessa nova versão não há nem o uso da tecla ESC e menu do grub nunca é exibido. Considero essa situação problemática para servidores e que precisamos modificá-la.

Para corrigir este problema edite o arquivo /etc/default/grub , localize a linha :

GRUB_HIDDEN_TIMEOUT=0
GRUB_HIDDEN_TIMEOUT_QUIET=true

troque por :

#GRUB_HIDDEN_TIMEOUT=0
#GRUB_HIDDEN_TIMEOUT_QUIET=true

(note “#” no inicio de cada linha)
A operação acima faz o menu do grub voltar a ser exibido.
Existem outras opções que você pode modificar no mesmo arquivo como estabelecer um timeout, resolução diferente e uso de splash screen.

Algo importante a lembrar é que essas modificações não são efetivadas imediatamente, antes é preciso executar :

sudo update-grub

Agora sim, podemos reiniciar o sistema e notar a presença do menu do grub.

5 Comentários

Após a atualização do Ubuntu Lucid seu touchpad parou ? #2

Eu instalei o Ubuntu e tudo funcionou de primeira em meu notebook : touchpad, camera, mic, som, … mas ao fazer a primeira atualização, o touchpad funciona até a tela de login, digitou o login o danado deixa de funcionar. Pelo que pude pesquisar, os modelos DV da marca HP são afetados, meu modelo é DV9000 – que sorte né ?
A resolução eu postei alguns dias atrás, mas ela não foi eficaz, algumas atualizações e precisava ser aplicada novamente, sem falar que em algumas oportunidades aleatórias meu touchpad parava e eu tinha de ir até o terminal com CTRL+ALT+F1 e voltar a tela gráfica com CTRL+ALT+F7, quando fazia esse intercambio, o mousepad voltava a funcionar, então pesquisei uma outra solução.

Se quiser também tenta-la, pressione ALT+F2 e execute :

gksu gedit /etc/udev/rules.d/touchpad.rules

e cole o seguinte conteúdo :

ACTION!="add|change", GOTO="xorg_synaptics_end"
KERNEL!="event*", GOTO="xorg_synaptics_end"
ENV{ID_INPUT_TOUCHPAD}!="1", GOTO="xorg_synaptics_end"
ENV{x11_options.MaxTapTime}="300"
LABEL="xorg_synaptics_end"

Salve o arquivo e reinicie o seu sistema.
Veja, essa solução não é aplicável apenas ao meu modelo de notebook HP DV9000, mas touchpads compatíveis com synaptics, no artigo anterior alguns estavam frustrados com a solução não funcionar, mas não souberam informar se seus touchpads eram do mesmo modelo. Além disso, touchpad em certos notebooks não possuem um mecanismo para ligar/desligar independentemente do SO e só funcionam no Windows porque há um driver ou software que faz esse papel na bandeja do sistema. Neste caso, a minha solução não funcionará, pois ela depende do touchpad ser reconhecido pelo Linux, e ele não será visível ao sistema se estiver eletronicamente desligado. Também há soluções para este problema, mas esse artigo não trata desse problema.

9 Comentários

Ubuntu Perfeito – Release Final

Está disponível a versão final do Ubuntu Perfeito para o Ubuntu Lucid 10.04 32 ou 64 bits.
Pouca coisa muda dos RCs para esta versão, mas há correções.

Encorajo a todos que estiveram usando a versão BETA ou RCs para removerem o Ubuntu Perfeito de seu sistema (use o Synaptic) e instalem essa nova versão. Não é possível fazer o upgrade dum BETA ou RC para o release final – até pode, mas não recomendo.
Para aqueles que não conhecem, o Ubuntu Perfeito é um script que é aplicado após a instalação do Ubuntu e simplifica a instalação de algumas tarefas como codecs, temas, ferramentas para escritório, multimedia, etc… deixando o Ubuntu perfeito para uso.

Estou colocando a disposição um passo a passo para orientar os mais novatos no processo de instalação do script.

Vamos ao passo a passo.

1. Atualize seu Ubuntu

A primeira coisa que se faz ao instalar o Ubuntu é atualizar a lista de repositórios para que o sistema seja conhecedor de todos os programas que possam ser instalados e suas dependências usufruídas. Vá no menu do Gnome->Sistema->Administração->Gerenciador de pacotes Synaptic :

Já dentro do Synaptic, vá no menu Configuração->Repositórios :

Estando na janela seguinte selecione a guia [Outro Software], então marque o repositório “Partner” como mostra a figura a seguir :

Depois de clicar em [Fechar] na janela anterior, o sistema o advertirará de que precisa “Recarregar” sua lista de repositórios, então faça isso clicando no botão [Recarregar] :

Isso poderá demorar um pouco dependendo da velocidade de sua internet :

Depois de recarregada a lista de repositórios, o sistema já sabe os pacotes que você tem disponíveis para instalar ou atualizar, assim você poderá clicar no botão [Marcar todas as atualizações] para atualizar o seu sistema :

Algumas atualizações podem requerer a instalação de novos pacotes, assim é natural o Synaptic exibir uma janela mostrando uma lista de pacotes que também serão marcados e lhe pedindo confirmação para efetuar a marcação :

Clique no botão [Marcar].

A atualização não ocorrerá instantaneamente, é necessário ainda clicar no botão [Aplicar].

Será exibido um resumo do que será atualizado, então clique novamente no botão [Aplicar] :

Novamente, poderá demorar um pouco porque todos os pacotes necessários para a atualização serão descarregados da internet.

Quando terminar, poderá fechar o programa Synaptic.

Note agora no canto superior que o botão de desligar no painel do GNOME ficou vermelho, o sistema está lhe chamando a atenção para algo, assim vá até este botão de desligar e note :

Sim, o sistema esta lhe pedindo para reiniciar.

Assim, apenas clique na opção [ Reinicialização necessária ] para que as atualizações descarregadas entrem em vigor.

Poucas atualizações recomendam a reinicialização, no entanto, quando ela é solicitada deverá fazê-lo de prontidão. Na prática, essas atualizações criticas sempre ocorrem assim que acabou de instalar o Ubuntu.

2. Instalando o Ubuntu Perfeito

Ok. Você atualizou o seu sistema através do Synaptic.

Apenas descarregue o Ubuntu Perfeito e salve-o na Área de Trabalho, o link para download é :

https://sourceforge.net/projects/ubuntu-perfeito/files/

(acabei de postar o arquivo ubuntuperfeito-lucid-10.04.1_all.deb)

A seguir, dê um duplo clique no pacote que foi descarregado :

Note na imagem, que no campo “Status” há a observação : “Requer a instalação de 1 pacote(s)“.

Sim, o pacote a que se refere é o libnotify que acompanhava o Ubuntu em versões passadas, mas no Lucid infelizmente é obtido separadamente.

Essa dependência não é um problema porque se você atualizou a lista de repositórios usando o Synaptic então o sistema saberá onde obter qualquer dependência.

Para prosseguir, basta clicar em [Instalar Pacote] e o próprio sistema se encarregará de descarregar e  instalar essa (ou qualquer) dependência, não acredita em mim ? Então veja :

Pronto, o Ubuntu Perfeito está instalado.

3. Usando o Ubuntu Perfeito pela primeira vez

Vá no menu do GNOME em Sistema->Administração->Ubuntu Perfeito, o que verá sera isso :

Os itens na lista acima são chamados de “Tarefas”, cada uma delas reúne um grupo de pacotes que serão instalados para satisfazer cada tarefa.

Os itens marcados é o que se pretende instalar as tarefas, assim que as tarefas são executadas então automaticamente são removidas deste menu.

Quando você executa o Ubuntu Perfeito pela primeira vez notará que há alguns itens já marcados, não se assuste, estas  são as recomendações de tarefas para deixar o seu Ubuntu, digamos…, Perfeito !

Os demais itens que não estão marcados são “opcionais”, isto é, podem ser importante para uns, porém desnecessários para outros.

O primeiro item do menu é chamado de “Configurar a execução deste script” :


Este item representa uma definição de comportamento da execução das tarefas, ele raramente será usado, porém se for marcado, uma janela de editor de texto se abrirá com as definições de comportamento que podem ser modificadas. Veja a tela que se segue :

Onde se pode determinar coisas como se o script deverá fazer execuções em modo silencioso, isto é, pertubando-o pouco com perguntas de Sim ou Não. Note porém que alguns pacotes, por exemplo, o Sun-Java requer o aceite do EULA para prosseguir, neste caso o modo silencioso terá de ser pertubado para sua assistência.

Também pode deixar configurado o uso de Proxy, útil para usa-lo dentro de empresas onde o acesso a Internet é mais restrito.

Além disso, há o modo tagarela, onde o sistema literalmente fala as tarefas que estão sendo executadas.

Bem, é isso pessoal.

Ate+

24 Comentários

Operadora Telefônica, consegue ser pior ?

Pois bem,

Depois de muitos problemas com a operadora Telefônica resolvi aproveitar a portabilidade e mudei meu número fixo de casa para outra operadora – a Embratel. Estou contente com o serviço da Embratel, mas como ainda preciso de Internet e a Embratel não fornece banda larga então eu ainda tenho o rabo preso com a Telefônica.

Como eu soube que a Telefônica foi obrigada a vender o Speedy sem a necessidade de assinatura, bem, aproveitei a ocasião.
Pera lá, achou que seria assim tão fácil ?
Não, a Telefônica cobra R$ 30,00 pelo serviço de Speedy sem linha acrescido o plano de Speedy que você contratar.
Assim, sai mais barato comprar uma linha básica sem assinatura com 80 minutos incluso – R$ 24,90 – e solicitar o Speedy para essa linha.

Os R$ 30,00 eles dizem ser pelo préstimo de ter que gerenciar seu speedy sem ter uma conta, digo, telefone.

Viva a falta de concorrência !

Estou indignado, mas como não há com quem recorrer vou ter que abaixar a cabeça e ceder.

Desculpa o desabafo.

15 Comentários

Moonlight não é para você, usuário de Ubuntu Lucid !

Um aviso aos colegas, o plugin Moonlight causa diversos problemas no firefox.
Muitos estão fazendo ou já fizeram o upgrade do Ubuntu 9.0x para Ubuntu 10.04 e depois de completarem o upgrade a usabilidade do Firefox não foi das melhores, na realidade o Firefox capota muitas vezes e na tentativa de corrigir o problema, apagam profile, e tentam isso, e tentam aquilo, mas o Firefox continua instável e capotando do nada.

Este problema é causado pelo plugin Moonlight, pacotes para debian e ubuntu estão em repositórios de terceiros e podem ter sido instalados em seu sistema, mas o plugin tem alguma incompatibilidade com o Firefox 3.6.

A solução para este problema é remover estes pacotes :

moonlight-plugin-core moonlight-plugin-mozilla

Poderá usar o Synaptic ou o apt-get na linha de comando.
Estes pacotes não representavam nenhum problema no Ubuntu 9.0x porque o Firefox era uma outra versão, e inclusive eram usados no Ubuntu Script Perfeito naquela versão. Logo que comecei a adaptar o script Ubuntu Perfeito para o Ubuntu 10.04 percebí que algo de ruim acontecia com o Firefox e rastreando o problema cheguei a esse plugin, daí tomei a iniciativa de remover o plugin Moonlight da lista de plugins instalados pelo script.

Se você usou o Script Ubuntu Perfeito e fez upgrade do Ubuntu 9.0x para Ubuntu 10.04 atente-se que provavelmente você estará com essas bibliotecas em seu sistema e pode estar com um Firefox bem instável.

Para quem não fez upgrade nenhum, mas seu Firefox é instável então observe se você tem esse plugin em seu sistema, se sim, então remova-os e estude o comportamento do Firefox dalí em diante.

2 Comentários

Após a atualização do Ubuntu Lucid seu touchpad parou ?

Eu instalei o Ubuntu e tudo funcionou de primeira em meu notebook : touchpad, camera, mic, som, … mas ao fazer a primeira atualização, o touchpad funciona até a tela de login, digitou o login o danado deixa de funcionar. Pelo que pude pesquisar, os modelos DV da marca HP são afetados, meu modelo é DV9000 – que sorte né ?
A resolução pode se dar de duas formas.
Se está sem o touchpad funcionando e não quer reiniciar o sistema, então vai precisar reiniciar o driver de mouse executando no terminal :

sudo modprobe -r psmouse
sudo modprobe psmouse proto=imps

Se você precisa duma resolução definitiva então vai ter de reconfigurar o Xorg com um simples comandinho :

sudo dpkg-reconfigure xserver-xorg-input-synaptics

A correção definitiva funcionou para mim, já reiniciei o sistemas 3 vezes e o touchpad continua firme e forte. Mas é possível que se houver uma nova atualização que envolva módulos do kernel eu tenha que executar novamente os comandos acima.

Talvez seja questão de poucos dias para o pessoal da Canonical resolver tal problema em forma de atualização, até porque a solução que encontrei tava lá no forum da própria Canonical.

17 Comentários