Arquivo de abril \29\UTC 2009

Ubuntu Perfeito para Ubuntu 9.04 saiu do forno

Depois de duas semanas com vários RC’s, estou finalmente disponibilizando a versão final do Ubuntu Perfeito para ser usado apenas no Ubuntu 9.04.

Eu considero o script apropriado para quem acabou de instalar o Ubuntu 9.04 (jaunty jackalope) e agora precisa deixa-lo mais completo possível para não ter que recorrer a forum e listas de discussão por coisas simples. Meus testes com o script foram sempre usando os repositórios oficiais do Ubuntu, sem nenhum uso de repositório de terceiros e sempre a partir de uma instalação limpa, com essas prerrogativas acredito que o Script é muito funcional e apenas tem a acrescentar e melhorar a usabilidade. Em outras situações diferentes  é impossível prever o que vai acontecer se o script for instalar o pacote XYZ e este pacote XYZ decidir que terá de remover outro pacote ZYX. Isso é pouco provável, mas pode acontecer em virtude da combinação entre pacotes e repositórios existentes que existiam anteriormente à aplicação do script.

Tenho tido o cuidado de escolher os repositórios menos problemáticos possiveis, estou usando o repositório WINE, Google, Mediabuntu, VirtualBox e PPAs. Considero-os além de estáveis, também confiáveis, mas você terá de assumir o risco em usar um script que instalará programas que não tem a supervisão do time do Ubuntu. Você pode ao termino da aplicação do script, remover os repositórios que foram adicionados – há uma opção no menu para isso -, assim evitando posteriormente que um pacote “mal-escrito” ou “bixado” possam bagunçar a harmonia do pós-instalação do  Ubuntu Perfeito.

O Ubuntu Perfeito foi testado linha por linha, havia sentenças que funcionavam perfeitamente para Ubuntu 64bits, mas não funcionava adequadamente nas versões 32bits, por exemplo, no repositório Mediabuntu havia pacotes do Adobe Reader somente para usuários do Ubuntu 64bits, usuários da versão 32bits ficavam a ver navios. Assim, o script foi modificado para procurar atender sempre que possivel usuários dos dois sistemas.

Vários hotlinks foram conferidos, hoje eu posso dizer que todos funcionam, mas e amanhã ? Bem, esse é um problema que terei de resolver. Minha idéia é jogar tais temas (esses hotlinks são usados principalmente para descarregar temas) dentro do repositório do Ubuntu Perfeito no sourceforge.net, mas para isso teria de converte-los para .deb – um trabalho bem gigantesco.

Note as modificações feitas para este release :

  • Acrescentado : VirtualBox 2.2
  • Removido : Suporte a impressoras inkjet, algumas pessoas verdadeiramente não entenderam para que ele serve e quando uma impressão não funciona relacionam a falha aos pacotes instalados. Se as pessoas não sentem falta desses programas então é melhor remove-los.
  • O menu de serviços inclui uma nova opção para corrigir bug de teclado em clientes RDP como rdesktop, grdestop e tsclient. Um bug nesses programas faz com que NUMLOCK e CAPS LOCK simplesmente não funcionem. Essa opção já havia sido adicionada, mas um outro bug impedia sua execução por usuários que não fossem o root.
  • Removido : Fonte Liberations não é mais aplicado na área de trabalho e nem é mais sugerida ao terminar a instalação do Ubuntu Perfeito. O novo Ubuntu 9.04  já cuida melhor das fontes, não é mais necessário o script para isso.
  • A instalação de temas agora acrescenta/atualiza os repositorios “on-the-fly” minimizando problemas com repositórios que ficaram desatualizados.
  • Removido a instalação de idiomas do Ubuntu Perfeito : no Jaunty a instalação e complementação de idiomas tá muito bom e não justifica manter essa opção.
  • Removido tema SlickNess : no Jaunty sua instalacao requer a instacao do pacote “gtk2-engines-ubuntulooks” que por sua vez faz a remoçao de pacotes tematicos do ubuntu padrao (human-theme ubuntu-artwork ubuntu-desktop). A idéia do script é não remover nada, então o tema Slickness dançou.
  • A instalacao de codecs faz verificação individual, se algum codec ficar para traz o sistema dirá qual foi.
  • O codec [gstreamer0.10-plugins-bad] voltou. Ele foi removido porque pensei que [gstreamer0.10-plugins-bad-multiverse] proporcionasse o mesmo resultado, mas na realidade são dois pacotes complementares.
  • Removido a dependencia do comando beep, uma dependencia boba que só fazia sentido para ouvir a marcha imperial de starwars no final da aplicação do script.
  • Removido o tema “Marcha Imperial de StarWars” no final da execução do script. Ele só era ouvido porquem ainda tivesse spekers ligados à placa-mãe, não fazia muito sentido em mantê-lo.
  • Novo tema sonoro esta sendo trabalhado, o pacote separado ja foi criado e o ubuntu perfeito utilizara-o como padrao. Esse tema sonoro chama-se Sound-FreeDesktop.org, sim, é o tema padrão lançado por FreeDesktop.org. Voce poderá usa-lo como padrão para os seus próprios temas bastando substituir os .ogg pelo sons feitos por voce mesmo. Acrescentei um script que acompanha o tema para voce reempacota-lo quando resolver customiza-lo.
  • Tema MacOSX foi completamente refeito e agora inclui os efeitos sonoros e um menu global exatamente igual ao MacOSX. O menu global é o applet do GNOME que poderá ser acrescentado ao painel superior.
  • Removido o SmartConect3G : É uma pena, parecia uma boa ferramenta para autoconfigurar conexoes 3G das operadoras nacionais. Mas simplesmente não conseguia descarrega-lo da internet, ao inves do arquivo .deb, vinha a página HTML sobrescrita com o nome de pacote.deb. Como não poderia mante-lo, removi-o.
  • Removido o “force-yes” das instalacoes de pacotes, este procedimento fazia ignorar a verificacoes das chaves e assinaturas dos pacotes. A partir desse momento se a chave estiver vencida, os pacotes contidos neste ou naquele outro repositorio precisará de confirmação manual.
  • Acrescentado o Navegador do Google Chromium, note que ele ainda é uma versão experimental. Não estamos falando da versão win32, mas da versão nativa para Linux.
  • Acrescentado o programa “partimage” no topico de ferramentas de segurança. Considero-o uma boa ferramenta para fazer imagens de HDs.
  • Bug consertado : A tarefa de instalacao de jogos nunca era concluida em ambientes 32bits porque o jogo Goody tava fora da lista de checagem de aplicativos.
  • Conversor de videos e mesclador de legendas foi atualizado, agora ele exibirá no máximo 5 fontes diferentes para exibição. Antes ele exibia todas as fontes instaladas o que acabava mais confundindo do que ajudando.
  • Adobe Reader para Ubuntu 32 bits, antes, o Adobe Reader só era instalado em sistema 64bits.
  • Ao instalar ambos java (sun-java e openjdk), o sun-java a partir de agora será o padrao.
  • Acrescentado repositorio do Google para aqueles que querem beneficiar-se de programas como Picasa.
  • Acrescentadoa coleção de temas chamado [zgegblog-themes]. São temas muito caprichados para GTK2/GDM.
  • “SuperTuxcart” foi adicionado a lista de jogos de entretimento.

Já faz cerca de pelo menos uma semana que não há novas mensagens de bugs a respeito do script, assim tá hora de soltar o bicho, digo, o script Ubuntu Perfeito.

O link para download continua o mesmo :

https://hamacker.wordpress.com/script-ubuntu-perfeito/

Use a página acima para enviar seus comentários e críticas – construtivas, é claro.

Ate+

Anúncios

1 comentário

Novo tema sonoro da freedesktop.org

Desde o Ubuntu 8.04, o GNOME já aceita um tema sonoro para o ambiente inteiro desenvolvido pela freedesktop.org. Antes do Freedesktop.org, você tinha que associar um evento GTK a um arquivo .WAV e gerar um arquivo de configuração em /etc ou ~/.config mencionando-as, ou editar visualmente mas teria de combinar cada evento com um arquivo .wav (ou .ogg) – não era nada fácil ou simples. Agora, você pode ter os pacotes temáticos de sons, assim como já existia para os temas visuais, onde o tema já tem sua própria configuração para os sons e não é necessário combinar nada.

Para selecionar um tema sonoro vá em Sistema->Preferencias->Som e selecione a guia [Som] :

Preferencias de sons

E então selecionar um tema sonoro, o Ubuntu já acompanha um tema de mesmo nome.  Esse novo método é mais simples do que os anteriores usados por KDE e GNOME, como esse método foi desenvolvido pela freedesktop.org então não vai demorar muito para os diversos ambientes gráficos compartilharem o mesmo método.

O tema usado pelo Ubuntu Perfeito foi o “Dream”, que fora do script pode ser obtido aqui :

http://fc11.deviantart.com/fs38/f/2008/326/6/3/Dream_by_Pulicoti.gz

Infelizmente ainda não há uma interface gráfica para arrastar o pacote dentro e ele se instalar sozinho, assim temos sempre de descompactar tais arquivos em /usr/share/sounds, no exemplo acima ficaria assim :

tar xvf  /caminho/para/o/pacote/Dream_by_Pulicoti.gz -C /usr/share/sounds

E em seguida seleciona-lo na preferencias de sons.

No Ubuntu Perfeito mais recente, adicionei o tema “sound-theme-freedesktop”, que acompanha efeitos sonoros para a maioria dos eventos de sistema, por exemplo, um efeito sonoro para limpar a lixeira e outro para quando um novo email chega e tantos outros. O tema original “sound-theme-freedesktop” (código fonte competo) pode ser obtido aqui :

http://freedesktop.org/wiki/Specifications/sound-theme-spec

Ele também foi incluso na versão mais recente do Ubuntu Perfeito, onde ele poderá ser instalado mais facilmente. Como nem todos desejam ou querem instalar um script inteiro só para ter um tema sonoro eu preparei um pacote já pronto que instalará “sound-theme-freedesktop”, você poderá obter o pacote aqui :

https://sourceforge.net/project/showfiles.php?group_id=246324&package_id=319676

Dê um duplo clique no pacote, instalando-o e em seguida acesse as preferencias de sons para seleciona-lo.

Pelo que entendí, nesse novo modelo de sons temáticos, não existe um arquivo texto ou XML relacionando um arquivo sonoro (wav ou ogg) ao evento, mas o nome do arquivo é que fará esse relacionamento, assim arquivo “trash-empty.ogg” será tocado quando a lixeira foi limpa e o arquivo “window-maximized.ogg” será tocado quando a janela for maximizada, muito engenhoso.

Como curiosidade vale notar que todos os efeitos sonoros estão no formato .ogg, no entanto, se voce mantiver o mesmo nome do arquivo mas substitui-los por formato .wav, os efeitos sonoros serão tocados do mesmo jeito. Assim ficará mais fácil fazer sua própria personalização. É óbvio que o formato .ogg é bem mais economico e recomendado para quem pretende distribui-los pela internet.

Agora, que venham mais temas sonoros no formato freedesktop, pois estes são muito escassos.

Deixe um comentário

Opinião : Novo Ubuntu Jaunty 9.04

Estou usando a versão BETA do novo  Ubuntu Jaunty 9.04, quer saber minha opinião ?

Pois bem, vem vamos a algumas considerações. Lembrando que estou tentando escapar dos reviews já apresentados por outros na internet.

Novo Tema “Human” :

Estou usando a versão BETA, gostei do papel de parede e controles, mas os ícones e os controles parecem ser o mesmo “Human” que de versões anteriores. Fiquei um pouco desapontando. O novo sistema de notificação na bandeja é escuro e simplesmente não combina com o tema “Human”, espero que até a versão final dê algum tempo para eles mexerem nisso. Os temas Nimbus, Kin, Dust e NewWave e todas as variações desses temas dão um banho de beleza nos controles e nas cores. Achei inclusive que o NewWave seria o novo “Human”, mas parece que não foi bem assim.

Considere, este é o “novo” tema chamado de Human :

Novo tema Human

Novo tema Human

Vamos ao tema “NewWave” ou variação dele :

NewWave

NewWave

NewWave com um papal de parede metalizado

NewWave com um papal de parede metalizado

Não gosto de temas extremamente negros e sombrios, mas há quem os aprecie, veja o tema Slickness :

Slickness é um tema para quem aprecia o clima dark

Slickness é um tema para quem aprecia o clima dark

O que eu gosto do tema Slickness é mesmo os ícones, são muito bonitos.

Vê ? Essa é uma amostra pequena de temas que combinam suas cores de maneira harmoniosa. Tudo no novo “Human” é bonito : papel de parede, ícones, controles e sistema de notificação de bandeja, mas eles não se harmonizam no mesmo contexto, o sistema de notificação é escuro, o papel de parede é marrom, os ícones são na cor laranja e os painéis (acima e embaixo) são cinzas.

Synaptic agora conta com screenshots :

Agora conta com a opção de obter um screenshot do programa que se pretente instalar

Agora conta com a opção de obter um screenshot do programa que se pretente instalar

Sistema de instalação sob demanda :

Com o sistema sem nenhum codec instalado, tentei assistir um video em Dvix e o sistema instalou o suporte necessário e assisti o vídeo. Estranhamente tocou mp3 sem me perguntar nada, hummm depois eu vejo o que aconteceu.

Estava numa página de internet que denunciou que estava sem flash, o Ubuntu perguntou-me qual dos flash’s eu gostaria de instalar, optei pelo macromedia flash e pimba…suporte ao flash (ultima versão e no ambiente 64bits) instalado.

Bem, instalação sob demanda já existia em versões anteriores, mas me pareceu que nessa versão os “wizards” estão mais claros e didáticos.

Suporte à novos hardwares :

Vai muito bem obrigado, não uso modem a bastante tempo, mas fui surpreendido pelo Ubuntu perguntando se eu gostaria de instalar o driver smartlink, veja :

Suporte a winmodens compátiveis com smartlink

O Smartlink suporta uma diversidade bastante grande de winmodens, alguns deles bastante populares aqui no Brasil. Eu não uso o modem, mas deixei-o instalado.

Tenho uma impressora multifuncional Epson CX4700, e foi apenas plugar e ela já estar configurada. Nesse caso, nenhum wizard apareceu, apenas um balão na bandeja dizendo “Impressora instalada” :

detectando-impressora

Claro que isso já era assim e foi mantido. Houveram algumas novidades na propriedade da impressora, por exemplo, além de alinhamento, limpeza,… pode-se também visualizar o nível de tinta :

Visualizando o nivel de tinta da impressora

Visualizando o nivel de tinta da impressora

Ver o nível de tinta é apenas para alguns modelos, minha impressora que eu chamo de “conta gotas” por causa do meu controle sobre a ferocidade com que ela consome tinta, pois é, não foi agraciada com o recurso. Esse recurso poderia ser obtido usando o driver proprietário Avasys, mas só há opção de driver 32bits para essa impressora.

Alguns “wizards” estão espalhados pela distribuição, olha por exemplo essa tela quando fui ativar um monitor externo no meu notebook :

Wizard é exibido quando se tenta usar a extensão de monitor sem estar com o driver apropriado habilitado.

Wizard é exibido quando se tenta usar a extensão de monitor sem estar com o driver apropriado habilitado.

Bem, na realidade eu já estava usando o driver do fabricante, acontece que nesse notebook, a placa de vídeo da NVIDIA só habilita a extensão de monitor quando você liga o notebook já com o monitor conectado e eu não tinha feito isso. Fiz alguns testes e errei propositalmente uma das configurações somente para notar que no caso de falha ele retorna ao estado anterior, simples assim.

É muito bom saber que o pessoal teve esmero em notificar e guiar o usuário para uma solução automatizada nas operações com hardware.

Nova formatação Ext4 :

Recomendo, muito bom.

Realmente parece estar mais rápido. Mas, vai dar trabalho. Fazer o backup de todos os seus dados só para poder formatar usando ext4 não é exatamente um passeio no parque.

Impressões finais :

O GNOME tá melhor, mais rápido, mais estável e a atualização de diversos programas melhorou muito o aspecto geral.

Fiquei preocupado com o VirtualBox, afinal, foram dores de parto com VirtualBox e VMWare em todas as vezes que atualizei o Ubuntu, mas nessa versão foi tudo muito tranqüilo, mesmo a versão binária oficial empacotada em formato .deb funcionou perfeitamente e sem nenhum problema com configuração de teclado.

Tenho esperança de que o Kubuntu receba o mesmo esmero com que estão tratando o Ubuntu, porque estou louco para experimentar o KDE 4.2.

Enfim, as impressões são boas, a única ressalva é o tema padrão que não está à altura da qualidade dessa nova versão.

10 Comentários