Ubuntu Perfeito – Script de automação de tarefas

Finalmente concluí o script “Ubuntu Perfeito”, se você ainda não sabe o que ele é, bem ele é um script de programação que contém um roteiro de modificações a serem feitas no sistema, na prática automatiza a instalação de vários componentes que normalmente vamos incluindo ao longo do tempo. A vantagem em usar esse script é que você faz isso uma única vez e não é surpreendido pela falta de algum componente. O script procura atender primariamente usuários da distribuição Ubuntu 10.04 Lucid, sejam elas 32bits ou 64bits. Não funciona em outras distribuições.

Para descarregar a ultima versão do Script, visite o link :

https://sourceforge.net/projects/ubuntu-perfeito/files/

Para instalar o script Ubuntu Perfeito, siga o processo passo a passo a seguir.

1. Atualize seu Ubuntu

A primeira coisa que se faz ao instalar o Ubuntu é atualizar a lista de repositórios para que o sistema seja conhecedor de todos os programas que possam ser instalados e suas dependências usufruídas. Vá no menu do Gnome->Sistema->Administração->Gerenciador de pacotes Synaptic :

Já dentro do Synaptic, vá no menu Configuração->Repositórios :

Estando na janela seguinte selecione a guia [Outro Software], então marque o repositório “Partner” como mostra a figura a seguir :

Depois de clicar em [Fechar] na janela anterior, o sistema o advertirará de que precisa “Recarregar” sua lista de repositórios, então faça isso clicando no botão [Recarregar] :

Isso poderá demorar um pouco dependendo da velocidade de sua internet :

Depois de recarregada a lista de repositórios, o sistema já sabe os pacotes que você tem disponíveis para instalar ou atualizar, assim você poderá clicar no botão [Marcar todas as atualizações] para atualizar o seu sistema :

Algumas atualizações podem requerer a instalação de novos pacotes, assim é natural o Synaptic exibir uma janela mostrando uma lista de pacotes que também serão marcados e lhe pedindo confirmação para efetuar a marcação :

Clique no botão [Marcar].

A atualização não ocorrerá instantaneamente, é necessário ainda clicar no botão [Aplicar].

Será exibido um resumo do que será atualizado, então clique novamente no botão [Aplicar] :

Novamente, poderá demorar um pouco porque todos os pacotes necessários para a atualização serão descarregados da internet.

Quando terminar, poderá fechar o programa Synaptic.

Note agora no canto superior que o botão de desligar no painel do GNOME ficou vermelho, o sistema está lhe chamando a atenção para algo, assim vá até este botão de desligar e note :

Sim, o sistema esta lhe pedindo para reiniciar.

Assim, apenas clique na opção [ Reinicialização necessária ] para que as atualizações descarregadas entrem em vigor.

Poucas atualizações recomendam a reinicialização, no entanto, quando ela é solicitada deverá fazê-lo de prontidão. Na prática, essas atualizações criticas sempre ocorrem assim que acabou de instalar o Ubuntu.

2. Instalando o Ubuntu Perfeito

Ok. Você atualizou o seu sistema através do Synaptic.

Apenas descarregue o Ubuntu Perfeito e salve-o na Área de Trabalho, o link para download é :

https://sourceforge.net/projects/ubuntu-perfeito/files/

(acabei de postar o arquivo ubuntuperfeito-lucid-10.04.1_all.deb)

A seguir, dê um duplo clique no pacote que foi descarregado :

Note na imagem, que no campo “Status” há a observação : “Requer a instalação de 1 pacote(s)”.

Sim, o pacote a que se refere é o libnotify que acompanhava o Ubuntu em versões passadas, mas no Lucid infelizmente é obtido separadamente.

Essa dependência não é um problema porque se você atualizou a lista de repositórios usando o Synaptic então o sistema saberá onde obter qualquer dependência.

Para prosseguir, basta clicar em [Instalar Pacote] e o próprio sistema se encarregará de descarregar e  instalar essa (ou qualquer) dependência, não acredita em mim ? Então veja :

Pronto, o Ubuntu Perfeito está instalado.

3. Usando o Ubuntu Perfeito pela primeira vez

Vá no menu do GNOME em Sistema->Administração->Ubuntu Perfeito, o que verá sera isso :

Os itens na lista acima são chamados de “Tarefas”, cada uma delas reúne um grupo de pacotes que serão instalados para satisfazer cada tarefa.

Os itens marcados é o que se pretende instalar as tarefas, assim que as tarefas são executadas então automaticamente são removidas deste menu.

Quando você executa o Ubuntu Perfeito pela primeira vez notará que há alguns itens já marcados, não se assuste, estas  são as recomendações de tarefas para deixar o seu Ubuntu, digamos…, Perfeito !

Os demais itens que não estão marcados são “opcionais”, isto é, podem ser importante para uns, porém desnecessários para outros.

O primeiro item do menu é chamado de “Configurar a execução deste script” :

Este item representa uma definição de comportamento da execução das tarefas, ele raramente será usado, porém se for marcado, uma janela de editor de texto se abrirá com as definições de comportamento que podem ser modificadas. Veja a tela que se segue :

Onde se pode determinar coisas como se o script deverá fazer execuções em modo silencioso, isto é, pertubando-o pouco com perguntas de Sim ou Não. Note porém que alguns pacotes, por exemplo, o Sun-Java requer o aceite do EULA para prosseguir, neste caso o modo silencioso terá de ser pertubado para sua assistência.

Também pode deixar configurado o uso de Proxy, útil para usa-lo dentro de empresas onde o acesso a Internet é mais restrito.

Além disso, há o modo tagarela, onde o sistema literalmente fala as tarefas que estão sendo executadas.

Se tiver dificuldades pós-instalação, não esqueça de ler este pequeno FAQ.

Alguns recursos instalados por esse script.

O script descarrega alguns modelos de documentos do sítio “Escritório Aberto“, assim você poderá usar o menu de contexto do gnome para criar novos documentos baseados nestes modelos, veja :

Para simplificar a aplicação de ícones, fontes de letras e temas na área de trabalho. Foram criados esses três atalhos no menu de preferencias do GNOME :

São apenas 3 ajustes pré-configurados, quando os 3 atalhos são aplicados a aparência do desktop fica mais ou menos assim (pode variar os ícones) :

Para alguns usuários dos programa Skype, Pidgin e gerenciador de clipboard, tais programas deveriam ser carregados sempre no inicio. Satisfazendo essa necessidade, o script ao instalar tais programas pergunta se deseja inclui-los no “autostart” do sistema.

Alguns programas, como o flash 10 também estão sendo promovidos no Ubuntu, não importando se é 32 bits ou 64bits, veja :

Eita que é um porre fazer o sun-java rodar num ambiente 64bits, o recomendado é usar o OpenJDK, mas sabemos que alguns sítios na internet possuem restrição a essa versão de java. A única opção portanto é usar um navegador 32bits dentro do Ubuntu 64bits, parece fácil ? Mas não é, depois de alguma experiência com o navegador Firefox32, concluí que ele pode dar uma péssima experiência para usuários mais novatos, isso ocorre porque o Firefox32 usa a mesma profile do seu firefox64, mas sabemos que as extensões de um podem não funcionar no outro ou pior, comportar-se estranhamente num ou no outro. Sei que tal problema com o firefox32 pode ser solucionado criando uma profile especifica para o firefox32 e outra para firefox64, por essa razão o script cria dois atalhos para carregar o firefox, cada um desses atalhos usa uma profile diferente, pode parecer complexo, mas um usuário intermediario se dará bem trabalhando assim, até mesmo porque em ambos pode ser instalado a extensão FEBE que permite fazer o backup de uma profile e restaura-la em outra. Portanto ou você usa o plugin openjdk ou usa o sun-java+firefox32, mas fica aí registrado que deve utilizar duas profiles separadas para cada versão. Se voce é novato e sabe que vai fazer besteira com esse “negocio” de profiles então é melhor deixar que a Sun Microsystem resolva isso lançando um plugin sun-java 64bits, vamos depender da boa vontade dela até quando ? Felizmente, na internet vem diminuindo o uso applets java que só funcionem no sun-java. Outrossim, o plugin sun-java funciona no ambiente 64bits como poderá ver o teste :

Obviamente, a imagem acima é tirada do Firefox 32bits que o próprio script instala. Mas se voce for usar apenas o navegador 64bits, o java também estará lá :

Obs: A página de teste identificou o java como sendo o sun-java, porém, o java que está sendo carregado é o icedtea6-plugin.

O Firefox foi agraciado neste script com a possibilidade de descarregar e instalar de forma automática extensões populares, incluindo o idioma e dicionário português-brasileiro que por alguma razão vem desatualizado no Ubuntu 64bits, veja :

Se estiver instalado o [Br]OpenOffice 3, o script se oferecerá para instalar estas 3 extensões : Googroo (corretor gramatical), Vero (Verificador Ortográfico contemplando os ajustes do Acordo Ortográfico) e Solver :



Há 3 opções de tocadores de multimédia : Totem (padrão), Mplayer e VLC. O script pergunta por qual deles você deseja optar.

Novos temas também são instalados, por exemplo, o NewWave, Dust e Kin. Para o gerenciador de login (GDM) foi acrescido o tema NewWave e Ubuntu Professional v2 que é muito bonito por sinal. Muitos, mas muitos outros papéis de parede também foram acrescidos.

O script possui algumas particularidades como não preocupar-se apenas na instalação do programa, mas preocupar-se também que ele esteja pronto para uso. Este é o caso do VirtualBox, não basta apenas instala-lo, mas é preciso gerar o módulo para ele e acrescentar os usuários do sistema ao grupo [vboxusers], e isso o script faz. Os programas que gerenciam o nível de tinta também precisam do mesmo cuidado. Veja bem, que graça há em baixar temas e papeis de parede se eu não relaciona-los em Sistema->Preferencias->Aparência ? Deste modo, tenho feito com que o script não se preocupe apenas em instalar, mas também deixar apto para uso.

Alguns papéis de parede já são auto-adicionados :

Como ultimo item eu acrescente a tarefa entretenimento que apenas instala um pacote de remakes de MSX para Linux, eles já foram publicados aqui, são eles : RoadFighter, Goody (32bits somente), Goonies(temporariamente a página de download está fora do ar), Maze of Galious (somente 32bits) e F1-Spirit :

Jogo RoadFighter
Jogo RoadFighter
Jogo Goonies
Jogo Goonies
Jogo F1-Spirit
Jogo F1-Spirit

Para matar a saudade de vez, deveria ter penguim adventure, combinaria com o Tux :)

Possiveis problemas

Se o script disser :

“Parece que o arquivo :
/usr/bin/xyz
não foi instalado.”

Esta mensagem significa que o programa “xyz” não foi encontrado nos repositórios para ser instalado.
Normalmente, isso se deve aos repositórios “universe”, “restricted” e “multiverse” desabilitados. Execute o Synaptic(Sistema->Administração->Gerenciador de pacotes Synaptic) e depois vá na opção Configurações->Repositórios e na guia [Programas do Ubuntu] habilite os repositórios mencionados e finalmente rode o script novamente.

Se estiver com os repositórios mencionados habilitados e mesmo assim apresentou a mesma mensagem “de programa não instalado” então definitivamente o programa “xyz” deixou de existir nos repositórios oficiais e não há nada para solucionar o problema de forma automática.

Uma outra razão para esse problema é o uso de programas de terceiros que conflitam com a instalação, o script foi idealizado para ser usado numa instalação limpa, mas funciona perfeitamente se usado numa instalação pré-existente, mas se houver conflito de programas ele não vai forçar a barra e instalar o programa de qualquer maneira. Se for este o caso, assuma que tal programa não será instalado para não danificar o seu sistema.

Ainda outra razão para esse problema é as assinaturas dos repositórios. Cada repositório que foi acrescentado em seu sistema é assinado, em poucas palavras, a autenticidade dos pacotes é verificada a qualquer instalação e conferida a assinatura, se a assinatura não conferir então o repositório foi comprometido e nenhum pacote será instalado. Se voce quiser atualizar as assinaturas, poderá usar o próprio Script Ubuntu Perfeito recorrendo a opção “Forçar este menu a mostrar todas as opções”, assim o menu voltará a exibir todas as opções que você já executou e bastará re-executa-las e as opções que acrescentam repositórios vai atualizar novamente suas assinaturas.

Conclusão

Esta versão está concluída, o meu objetivo era deixa-lo pronto até o lançamento do Ubuntu Jaunty. Poderá utiliza-lo desde já, no entanto, terá uma melhor idéia do que este script faz rodando-o a partir duma instalação fresca e limpa. Isso não quer dizer que você não deva executa-lo se o seu sistema já está pronto ou que já tenha executado este script outras vezes, na realidade, poderá executa-lo quantas vezes quiser, pois ele manterá o que já foi feito, mesmo que você mande executa-lo 500 vezes a mesma coisa.

Jogo de Perguntas e Repostas Frequentes (FAQ)

O menu de serviços está sendo carregado a cada login

Assim que você terminar de aplicar o Ubuntu Script, um atalho para o menu de serviços está programado para aparecer uma única vez após o login do usuário, ele aproveita também e já aplica o novo tema, depois dessa primeira execução, esse atalho comete suicídio, isto é, se auto-remove da inicialização do GNOME. Mas parece que em alguns casos, ele não é capaz de “suicidar-se” porque não tem permissão na pasta ~/.config/autostart. Para resolver essa questão, execute no terminal :

sudo chown -vR  [seulogin] /home/[seulogin]/.config/autostart

Depois disso, o script de menu de serviços só será executado uma única vez.

Depois que rodei o script, não consigo mais habilitar o compiz

Você rodou o script Ubuntu Perfeito, depois foi em Sistema->Preferencias->Aparência->Guia Efeitos e não consegue mais habilitar nenhum efeito do compiz ? Isso acontece porque você está com o “compositing” do metacity habilitado. Infelizmente, este é um bug do compiz, você pode até ver que ele já foi reportado :

https://bugs.launchpad.net/ubuntu/+source/metacity/+bug/178953

A resolução desse bug é simples, desative o “compositing” do metacity antes de tentar ativar o compiz. Como ? Você não sabe fazer isso ? Oras, use o menu de serviço do Ubuntu Perfeito que a opção está lá, tanto pode ativa-la como desativa-la.

Restaurar o tema padrão do Ubuntu

Os temas do Ubuntu Perfeito e MacOSX podem não ser do gosto da pessoa, se você não gostou nenhum desses temas e prefere o original do Ubuntu use o Menu de Serviços, nele encontrará uma opção para restaurar o tema original do Ubuntu.

Posso remover apenas o efeitos sonotos ?

Sim, use o menu de Sistema->Preferencias->Som e selecione a guia [Sons], no Intrepid basta selecionar o tema “Ubuntu”, em versões anteriores, apenas desabilite os sons que estiverem marcados.

Reaplicar o Ubuntu Script noutro computador com acesso a internet

Transferiu para outro computador o diretorio /var/cache/ubuntuperfeito e removeu o arquivo /var/cache/ubuntuperfeito/menu.cat dele ? Se sim, poderá executar o script e os downloads serão reaproveitados. Mas note, mesmo assim, a internet é obrigatória.
Alguns se queixaram de que o script faz download de componentes que já foram descarregados, veja, o sistema de download do script, usa o ‘wget -vc’ que continua o download do ponto em que parou, se o download anterior foi completado em 100% então o wget re-utilizará o download anterior. Mas, acontece que alguns links não suportam esse estilo de download e a descarga do arquivo será sempre realizada. Além disso, mesmo que o download seja reutilizado, a internet deverá estar disponivel para essa conferencia do wget, portanto o uso da internet é obrigatório.

Reaplicar o Ubuntu Script noutro computador que não tem acesso a internet

Uma melhor forma de levar o Ubuntu Perfeito para outros computadores que não possuem acesso a internet ou o acesso é escasso é usar o ‘remastersys’ e compilar uma nova “distro” a partir do que ja foi aplicado e não necessitar rodar o script novamente. Talvez o artigo que escreví sobre o remastersys tenha assustado muita gente, pois pensei-o com muitos detalhes para quem vai remixar uma nova distro com uma nova cara, mas se você ignorar as personalizações verá que usar o remastersys é muito simples de ser operado.

Depois que instalei o script Ubuntu Perfeito, o Windows sumiu do menu de boot

Sumir o Windows do grub deve ser em decorrência de alguma atualização, o script não é diretamente responsável por isso, mas ele dispara uma atualização que pode envolver a atualização do Grub.

Para recuperar o Windows, simplesmente atualize o seu Linux novamente e depois execute :

sudo apt-get update
sudo apt-get install -f
sudo apt-get dist-upgrade

e depois mande atualizar o menu do grub com o comando :

sudo update-grub

Veja se com esses comandos o Windows volta a aparecer no menu do Grub.
Se ainda assim não funcionar, verifique se não há em /etc/default/grub a variável “GRUB_DISABLE_OS_PROBER=true”, pois essa opção forçaria o GRUB a não exibir o Windows no menu nunca!

Removendo extensões do Firefox

Alguns se queixaram de que o Firefox foi desestabilizado com a instalação de certas extensões. A culpa é minha porque mais tarde descobri que certas extensões não são feitas para serem Globais, mas para serem sempre pessoais. É o caso por exemplo da extensão FEBE que quando instalada globalmente deixa sua página inicial imodificável, sempre começando com a página inicial do projeto FEBE. Ainda é possível instalar tais extensões, mas pelo menu de serviços, onde tais componentes são instalados pessoalmente. Se voce instalou várias extensões de componentes para o Firefox com a versão anterior do script e deseja remover tais extensões o processo é simples, dê um ALT+F2 e execute gksu firefox e a seguir vá no menu do Firefox->Ferramentas->Complementos e remova todas as extensões que foram instaladas pelo script anterior. A nova versão do script não instala extensões globalmente, ao invés disso, usa o menu de serviços para instalar as extensões no perfil do usuário que estiver logado.

Atalho para cairo-dock

Os empacotadores do cairo-dock não criaram um atalho no menu do gnome (pelo menos, não na versão atual) talvez por uma razão simples, provavelmente o cairo-dock deva ser carregado junto com a sessão do usuário e para isso a criação dum atalho não é requerido. Fiz alterações no script para criar um atalho, embora esteja sabotando a idéia dos idealizadores do cairo-dock. Colocar no script uma opção para incluir o cairo-dock no inicio da sessão dos usuários não é uma boa idéia, penso. A razão é que muitos vão querer desinstala-lo e vão querer a barra de tarefas do gnome do jeito que era antes, eu faço isso em 5seg, mas os novatos vão ter que descobrir como e vão popular a lista ou falar mal do script pelo mal que lhe sobreveio.

Flash 10 para Firefox32 e Firefox64 no Intrepid

O script fazia um tipo de “hack” para instalar o Flash10 no Firefox porque não havia uma versão do Flash10 para o Intrepid, e um cuidado que tinha de fazê-lo era eliminar o flash9, porque senão o flash 10 não funcionaria. No entanto, recentemente o repositório foi agraciado com a nova versão do flash-nonfree e advinha a versão ? Pois é, a 10. Assim os “hacks” foram descontinuados, e agora é feito uma instalação mais limpa e transparente. Quem ficou com os hacks, basta executar o script novamente e ele removerá o flash10 hackeado e instalará o flash-nonfree com o flash10.

Coloquei um programa no autostart e agora quero remove-lo

Se arrependeu de colocar o Skype, Pidgin,… na sessão de autostart, não é ?
Pois é, isso acontece, abra seu nautilus no seguinte endereço :

/home/fulano/.config/autostart

E remova os atalhos desejados

Remover programa que o script instalou

Com raras excessões, o script faz pleno uso de pacotes. Assim poderá remover tal programa diretamente pelo Synaptic, de cabeça, há dois programas que são instalados que não irão aparecer no Synaptic : Firefox 32bits e FileOpenPDF(DRM para Acrobat). A relação do que foi instalado voce encontra nos arquivos de log deixados em /var/cache/ubuntuperfeito.

O item “Entretenimento(Roadfighter,f1spirit,goonies)” nunca sai do menu

Se apenas um dos jogos acima não é instalado, a tarefa não é completada 100% e com isso ela não é eliminada do menu principal do script. Já falei do problema com o Goonies, não é?

Fonte de letra nas barras de títulos

O padrão de fonte para a barra de títulos das janelas no Ubuntu é usar uma fonte fixa, o script modifica isso para usar a fonte de letra temática. Mas alguns podem não se alegrar com isso e preferir usar uma fonte fixa, para reverter isso basta executar :

gconftool-2 --type string --set "/apps/metacity/general/titlebar_font" "NomeDaFonte"

Troque o nome da fonte “NomeDaFonte” pela fonte que voce deseja colocar, finalmente execute :

gconftool-2 --type bool --set "/apps/metacity/general/titlebar_uses_system_font" "false"

A linha acima evitará que a fonte temática seja usada no títulos das janelas.

Reaproveitamento de downloads

Todos os arquivos baixados são gravados /var/cache/ubuntuperfeito, assim se voce tiver que repetir a instalação bastará copiar este diretório para o outro computador. Se quiser aproveitar melhor o tempo, ainda poderá copiar /var/cache/apt/archives também. Assim, uma segunda atualização será muito mais rápida do que a primeira.

O jogo Goody não está instalado

Ele só é instalado na versão 32bits do Hardy que funciona no Intrepid, mas não funcionará em ambientes 64bits, e por isso, em ambientes 64bits ele não é instalado.

  1. #1 por Silvio Renato em 21 \21\UTC novembro \21\UTC 2010 - 19:41

    Hamacker, uma coisa que necessito no Linux é rodar programas da Caixa Economica Federal. entre eles o SEFIP.
    Sempre que pesquisava sobre isso chegava à conclusão que não tinha jeito mesmo. Mas recentemente encontrei duas possíveis alternativa: o pacote .deb da Celepar (que não consigo acessar, pois exige senha) e a utilização de uma dll original do windows, msvcp60.dll.
    Aí me veio a idéia de entrar em contato com você para procurar uma solução mais geral para ser disponibilizada a todos os interessados.
    Estou interessado em saber como descobrir que arquivos dll são necessários para executar programas via wine (no caso em que eles não rodem de primeira). Como é que descobriram, por exemplo, que faltava o msvcp60.dll? Entenda que estou perguntando a você pois sei que se você não souber vai saber me indicar o lugar correto onde posso ter essa resposta.
    O objetivo é tentar fazer rodar outros programas necessários a um escritorio de contabilidade, ainda exclusivo para windows. Também estou procurando informações em outros locais, mas acredito que se você se interessar pelo assunto terei uma boa ajuda!
    Por ultimo, coloquei esse pedido aqui pois não achei um local mais pertinente. Ficarei muito feliz se você responder via e-mail.
    obrigado

  2. #2 por carolinah em 26 \26\UTC janeiro \26\UTC 2011 - 19:30

    posso instalar o “Ubuntu Perfeito” na versão 10.10 do ubuntu?

  3. #3 por Nilson Lana Machado Pimentel em 11 \11\UTC fevereiro \11\UTC 2012 - 9:54

    Ham, perfeito ubuntu, valeu…

  4. #4 por Nilson Lana Machado Pimentel em 14 \14\UTC fevereiro \14\UTC 2012 - 2:11

    Instalei UPerfeito e o menu do Gnome Nautilus, Aplicativos sumiu, dei Alt+F2/gconf-editor/Excutar no Terminal/Executar/+/Gnome/Interface/ de experiencia preenchí todos e mesmo assim não apareceu o menu Aplicativos, como? como faço?

  5. #5 por Luis Ventura em 30 \30\UTC janeiro \30\UTC 2013 - 8:24

    Muito legal, parabéns. Já pensou se desse para automatizar tudo na vida através de scripts? Seria show de bola. Eu vi neste blog, o Agility Tech Center, uma pequena previa de como seria. E aí, o que vcs acharam http://goo.gl/69fbx

  6. #6 por Daniela Nanni em 4 \04\UTC março \04\UTC 2013 - 9:36

    Por falar em automação…
    Já pensou um script para fazer o jantar?

    As repetições do dia a dia fazem você virar um craque em determinadas tarefas tais como lavar louças, cuidar dos filhos, fazer o jantar? O Agility Tech Center imaginou como seria uma dessas tarefas caso existisse um script. Confira:

    http://goo.gl/69fbx

  1. Os "5 Motivos que te impedem de usar linux" são BALELA! || Intermídias

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: