Usando links simbólicos para trapacear o /opt

Acabou de instalar o Ubuntu Linux, completou o idioma e agora ?

Minha sugestão é trapacear o /opt, na realidade a palavra não é trapacear, é aplicar um “workaround”. :)

Explico, existe uma pasta em seu sistema chamada :

/opt

Olhe para ela e notará que está vazia, então ela é inútil ? Se não é, porque ela existe ?

Existe uma padronização adotada em outros sistemas Linux em que todos os programas devem ter seus arquivos copiados para esta pasta. Padronização é bom e todos nós gostamos, no entanto, o sistema Debian, do qual nosso Ubuntu derivou-se resolveu não adota-la, pois já possuía como padrão ter estes arquivos instalados em /usr/share. Resultado ?

O resultado é que você não vai encontrar nenhum programa que venha dos repositórios Ubuntu Linux que irá ser instalado em /opt, todos estão programados para instalar-se em /usr/share.

Então essa pasta /opt ficará para sempre vazia, certo ?

Apenas se você nunca instalar algo fora dos repositórios do Ubuntu Linux, se você instalar pacotes de programas oriundos da Internet como Google Earth, Google Picasa, Adobe Reader,… eles se instalarão em /opt.

Em resumo, com o passar do tempo você terá programas em /usr/share e também em /opt.

Como evitar isso ?

Continua no link abaixo :

Usando links simbólicos para trapacear o /opt

 

  1. #1 por Djalma em 19 \19\UTC outubro \19\UTC 2010 - 15:23

    Parabéns pelo texto. Excelente aula. Muito bem explicado.

  2. #2 por Andresimi em 19 \19\UTC outubro \19\UTC 2010 - 21:52

    Ok, mas e se já tiver coisas instaladas na pasta /opt? Tem como fazer isso ou é melhor “deixar quieto”? Grato

  3. #3 por tonyfrasouza em 20 \20\UTC outubro \20\UTC 2010 - 8:30

    Eu tinha 4 pastas no /opt, então move elas para /usr/share e fiz a mudança removendo o /opt e criando o link e funcionou sem problemas.
    Mas, por costume de usar o /opt e “desmanchei” tudo que tinha feito deixando como estava antes…

%d blogueiros gostam disto: