Opinião : Novo Ubuntu Jaunty 9.04

Estou usando a versão BETA do novo  Ubuntu Jaunty 9.04, quer saber minha opinião ?

Pois bem, vem vamos a algumas considerações. Lembrando que estou tentando escapar dos reviews já apresentados por outros na internet.

Novo Tema “Human” :

Estou usando a versão BETA, gostei do papel de parede e controles, mas os ícones e os controles parecem ser o mesmo “Human” que de versões anteriores. Fiquei um pouco desapontando. O novo sistema de notificação na bandeja é escuro e simplesmente não combina com o tema “Human”, espero que até a versão final dê algum tempo para eles mexerem nisso. Os temas Nimbus, Kin, Dust e NewWave e todas as variações desses temas dão um banho de beleza nos controles e nas cores. Achei inclusive que o NewWave seria o novo “Human”, mas parece que não foi bem assim.

Considere, este é o “novo” tema chamado de Human :

Novo tema Human

Novo tema Human

Vamos ao tema “NewWave” ou variação dele :

NewWave

NewWave

NewWave com um papal de parede metalizado

NewWave com um papal de parede metalizado

Não gosto de temas extremamente negros e sombrios, mas há quem os aprecie, veja o tema Slickness :

Slickness é um tema para quem aprecia o clima dark

Slickness é um tema para quem aprecia o clima dark

O que eu gosto do tema Slickness é mesmo os ícones, são muito bonitos.

Vê ? Essa é uma amostra pequena de temas que combinam suas cores de maneira harmoniosa. Tudo no novo “Human” é bonito : papel de parede, ícones, controles e sistema de notificação de bandeja, mas eles não se harmonizam no mesmo contexto, o sistema de notificação é escuro, o papel de parede é marrom, os ícones são na cor laranja e os painéis (acima e embaixo) são cinzas.

Synaptic agora conta com screenshots :

Agora conta com a opção de obter um screenshot do programa que se pretente instalar

Agora conta com a opção de obter um screenshot do programa que se pretente instalar

Sistema de instalação sob demanda :

Com o sistema sem nenhum codec instalado, tentei assistir um video em Dvix e o sistema instalou o suporte necessário e assisti o vídeo. Estranhamente tocou mp3 sem me perguntar nada, hummm depois eu vejo o que aconteceu.

Estava numa página de internet que denunciou que estava sem flash, o Ubuntu perguntou-me qual dos flash’s eu gostaria de instalar, optei pelo macromedia flash e pimba…suporte ao flash (ultima versão e no ambiente 64bits) instalado.

Bem, instalação sob demanda já existia em versões anteriores, mas me pareceu que nessa versão os “wizards” estão mais claros e didáticos.

Suporte à novos hardwares :

Vai muito bem obrigado, não uso modem a bastante tempo, mas fui surpreendido pelo Ubuntu perguntando se eu gostaria de instalar o driver smartlink, veja :

Suporte a winmodens compátiveis com smartlink

O Smartlink suporta uma diversidade bastante grande de winmodens, alguns deles bastante populares aqui no Brasil. Eu não uso o modem, mas deixei-o instalado.

Tenho uma impressora multifuncional Epson CX4700, e foi apenas plugar e ela já estar configurada. Nesse caso, nenhum wizard apareceu, apenas um balão na bandeja dizendo “Impressora instalada” :

detectando-impressora

Claro que isso já era assim e foi mantido. Houveram algumas novidades na propriedade da impressora, por exemplo, além de alinhamento, limpeza,… pode-se também visualizar o nível de tinta :

Visualizando o nivel de tinta da impressora

Visualizando o nivel de tinta da impressora

Ver o nível de tinta é apenas para alguns modelos, minha impressora que eu chamo de “conta gotas” por causa do meu controle sobre a ferocidade com que ela consome tinta, pois é, não foi agraciada com o recurso. Esse recurso poderia ser obtido usando o driver proprietário Avasys, mas só há opção de driver 32bits para essa impressora.

Alguns “wizards” estão espalhados pela distribuição, olha por exemplo essa tela quando fui ativar um monitor externo no meu notebook :

Wizard é exibido quando se tenta usar a extensão de monitor sem estar com o driver apropriado habilitado.

Wizard é exibido quando se tenta usar a extensão de monitor sem estar com o driver apropriado habilitado.

Bem, na realidade eu já estava usando o driver do fabricante, acontece que nesse notebook, a placa de vídeo da NVIDIA só habilita a extensão de monitor quando você liga o notebook já com o monitor conectado e eu não tinha feito isso. Fiz alguns testes e errei propositalmente uma das configurações somente para notar que no caso de falha ele retorna ao estado anterior, simples assim.

É muito bom saber que o pessoal teve esmero em notificar e guiar o usuário para uma solução automatizada nas operações com hardware.

Nova formatação Ext4 :

Recomendo, muito bom.

Realmente parece estar mais rápido. Mas, vai dar trabalho. Fazer o backup de todos os seus dados só para poder formatar usando ext4 não é exatamente um passeio no parque.

Impressões finais :

O GNOME tá melhor, mais rápido, mais estável e a atualização de diversos programas melhorou muito o aspecto geral.

Fiquei preocupado com o VirtualBox, afinal, foram dores de parto com VirtualBox e VMWare em todas as vezes que atualizei o Ubuntu, mas nessa versão foi tudo muito tranqüilo, mesmo a versão binária oficial empacotada em formato .deb funcionou perfeitamente e sem nenhum problema com configuração de teclado.

Tenho esperança de que o Kubuntu receba o mesmo esmero com que estão tratando o Ubuntu, porque estou louco para experimentar o KDE 4.2.

Enfim, as impressões são boas, a única ressalva é o tema padrão que não está à altura da qualidade dessa nova versão.

  1. #1 por Iron Junior em 2 \02\UTC abril \02\UTC 2009 - 15:07

    Show de bola a review! Concordo plenamente!

    Fico impressionado que fazem tudo impecável: o sistema esta rápido, estável,configurações automatizadas, facilidades de sobra e deixam de lado o mais simples que é o visual defalt. Isso é um prato cheio para impressionar quem não conhece o Linux e vai testar o Ubuntu.

    Nós que somos usuários Ubuntu (na verdade agora no 9.04 gostei do Kubuntu) não vejo problemas no visual, já que sabemos que tudo é customisável, mas deveriam fazer esse pequeno esforço para impressionar aqueles que vão testar o sistema pela primeira vez também.

    *Nunca gostei do KDE, mas o Kubuntu 9.04 mudou os conceitos! Ficou estável, bonito e praticamente tirou os problemas da versão 4! Estou a 1 mês usando e 100% aprovado!

  2. #2 por Tayroni em 3 \03\UTC abril \03\UTC 2009 - 1:50

    Tem uma coisa que realmente me deixou com a pulga atrás da orelha.

    O usbserial não é mais modulo e sim carrega com o kernel. Complicou aqui na hora de carregar o driver com um modem 3G não reconhecido.

    Existe alguma forma de carregar o driver builtin com um dispositivo usb particular, tipo 19d2:0037?

  3. #3 por Marco em 3 \03\UTC abril \03\UTC 2009 - 12:19

    o temas Nimbus e esses outros ja vem com o Jaunty??

  4. #4 por Rogério Garcia em 3 \03\UTC abril \03\UTC 2009 - 16:05

    Eu testei.

    E poxa, no meu celerdon D 330 ele boota em 20 segundos em ext4, em 21 s em JFS e em 25 em reiserFS. :D

    E o consumo de RAM diminuiu pouca coisa em comparação ao 8.10, mas a velocidade geral do sistema melhorou e MUITO.

    Eu que fui um Debiano aficionado a cada dia mais curto meu Ubuntu.

    Espero que o Kubuntu esteja no mesmo nível também!.

  5. #5 por Eduardo em 4 \04\UTC abril \04\UTC 2009 - 8:13

    Pra quem usa placas de vídeo ATI, uma grata surpresa! O driver opensource está muito, muito bom mesmo! è possível habilitar TODOS os recuros do compiz (cubo/esfera/cilindro, janelas 3D, animações de janelas etc) e reproduzir vídeos com o totem ou outro player sem problema algum. Nas versões anteriores (todas) eu sempre tinha problemas com a reprodução de vídeo quando o compiz estava habilitado, mas com o Jaunty melhorou 200%. Os dois únicos problemas que me preocupam um pouco são o fato de o iPV6 não poder ser desabilitado (ao menos por enquanto) por ter sido implementado no próprio kernel, não mais como um módulo do sistema, e também o fato de, não sei por que cargas d’água, o Jaunty não reconhecer meus 4 GB de RAM, embora esteja usando a versão de 64 bits (ele tá reconhecendo apenas 2.3 GB, muito menos do que deveria). Fora isso, tá show de bola!

  6. #6 por Guilherme em 8 \08\UTC abril \08\UTC 2009 - 15:54

    Pessoal

    O IPv6 também se mostrou um problema pra mim. Minha conexão piorou muito no Jaunty por conta disso (e da Vivo não estar trabalhando com IPv6). Bem, minha solução foi recompilar o kernel colocando o IPv6 novamente como módulo e depois utilizando os métodos já conhecidos (no meu caso, o blacklisting) pra evitar que ele seja carregado. Descrevi o processo em um dos forums do Ubuntu (http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=1114211). Está em inglês, contudo.
    Abraço

    Guilherme

  7. #7 por fernando em 9 \09\UTC abril \09\UTC 2009 - 20:09

    tou com o jaunty-não funcionando, instalei o xp, depois o biglinux, depois o xp novamente devido não estar funcionando, então tinha uma partição com o window7 que tambem não estava funcionando apaguei e instalei o linux mint, o biglinux reescreveu o grub, o xp apagou, o linux mint reescreveu, porém não consegui acesso ao jaunty, para na tela
    do initramfs. o que ocorreu o linux mint estragou o jaunty?
    tenho 4 partições em um drive com: 01: ntfs limpa – serve para os boot
    do sistema. 02: linux mint 03: xp e 04: jaunty e outra partição com o biglinux. Seria incompatível o jaunty com o linux mint?

  8. #8 por Patola em 9 \09\UTC abril \09\UTC 2009 - 21:42

    Eu só queria que a merda do bluetooth funcionasse nesse KDE novo. Mas parece que o Kubuntu 9.04 não vai ainda tratar desse ponto. :( E os meus backports do KDE 4.2.0 pra Feisty não adiantaram muito, o tray icon do kdebluetooth aparece mas não funciona.

  9. #9 por Fabio Barros em 25 \25\UTC abril \25\UTC 2009 - 12:31

    Acabei de instalar o 9.04 aqui.

    Até agora só posso dizer que o boot realmente ficou bem mais rápido. A impressão que tenho é que dura de 50% a 70% do tempo que levava antes.

  10. #10 por Lex Aleksandre em 25 \25\UTC abril \25\UTC 2009 - 22:02

    Estava louco para experimentar o EXT4 e acabei perdendo meu tempo com backup e restaurações de meu /home. Não deu outra: não sei se só comigo, mas transferir grandes quantidades de arquivos entre partições nesse novo file system tá dando problema. A taxa de transferência vai caindo até que tudo congela (tudo mesmo! Trava geral de ter que reiniciar). Por via das dúvidas voltei ao bom e velho EXT3.

%d blogueiros gostam disto: