Compiz : Agrupando janelas separadas ou criando abas virtuais

(este artigo foi atualizado, acrescentando-lhe um vídeo de demonstração)

Muita gente tem falado injustamente a respeito do compiz, referindo-se a ele como um artigo de “perfumaria”. É verdade que muitas vezes ele é usado como “perfumaria”, no entanto, aprofundando-se nos diversos recursos perceberá que sua produtividade com certos aplicativos poderá aumentar significativamente se souber “como” utiliza-los.

Assim como num sítio arqueológico não basta descobrir as peças, mas também descobrir a história por trás delas ou como eram utilizadas, o compiz tem muitos recursos, mas você precisa descobrir quais são eles e para que servem. Notoriamente, algumas são apenas decorativas, outras porém adicionam funcionalidades que antes não haviam.

Tem muitos plugins para o compiz que venho usando, e se sobrar algum tempo, mais tarde, descrevo a cada uma delas, porém hoje, vou falar do plugin para o compiz chamado de “Agrupar e criar abas de janelas”, para que serve ?

Esse plugin ao agrupar janelas lembra o jogo “lemmings” onde todas as janelas seguem uma janela mestre e com isso coordenar um aplicativos que use várias janelas soltas ou coordenar vários aplicativos diferentes num mesmo espaço de tela sem se estressar com desktops virtuais torna-se mais fácil.

Como exemplo, vou sugerir o uso do Gimp, afinal muita gente não gosta do estilo “solto” de suas janelas, preferindo painéis acoplados à janela principal – um ótimo exemplo para o “Agrupar janelas”.

Primeiramente, ligue o plugin “Agrupar e criar abas de janelas” do seu compiz, não sabe como fazer isso ? Então consulte o artigo Ubuntu Perfeito – versao 8.04, pergunte para alguém, se vira…

Segundamente :), você precisará do objeto de nosso estudo, o gimp, preferencialmente poderá usar a versão 2.6 que pode ser obtido no sítio www.getdeb.net.

Vamos lá, coloque as duas janelas do Gimp (poderiam ser três, não importa) lado a lado :

Vá a janela principal (a que possui o menu Arquivo|Editar|Seleção|…) e dê um Super+S, “Super” é aquela tecla que geralmente não serve para nada e tem o logo do Microsoft Windows. Você vai reparar que a janela ficou transparente, tudo bem, é isso mesmo que deveria ocorrer, agora repita a operação (Super+S) na janela auxiliar que é a caixa de ferramentas do Gimp, parabéns, agora temos duas janelas semi-transparentes. Pronto, é isso.

Brincadeirinha, isso é só começo. Você tem duas janelas semi-transparentes, se houvesse mais janelas para agrupar você iria dar um Super+S em todas elas. A cada Super+S, voce está selecionando uma janela para agrupar mais tarde. Não importa se as janelas forem do mesmo aplicativo, ou se forem de aplicativos diferentes. Estando ambas (ou mais) janelas semi-transparentes agora dê um Super+G:

Percebeu ? Sim, uma aura cobre as duas. Isso indica que elas estão agrupadas.
Agora tente arrastar uma das janelas, percebeu ? Sim, uma janela seguirá a outra, tente minimizar, percebeu ? Sim, ambas minimizaram. Tente restaurar uma delas, epa, ambas restauraram.
Enfim, todas as janelas estão sincronizadas como se fosse realmente um jogo lemmings. se precisar desagrupar as janelas novamente, apenas repita super-u.

E onde tá a tal “Aba Virtual” ?
Agora, dê um Super+T, percebeu ? Sim, uma das janelas se escondeu por trás da janela principal. Como rever a janela que está escondida ? Uma das maneiras é apontar o mouse para o título da janela principal e em seguida verá pequenas janelas de amostragem que estão exibindo as “Abas virtuais” que lhe falei, escolha uma delas :

Sim, ele trocará a janela principal pela janela que você selecionou.
Além de selecionar através do título da janela você pode usar a combinação Super+Direita ou Super+Esquerda para trocar entre as Abas virtuais. para retornar ao que era antes apenas repita novamente o super-t.
Qual a utilidade disso ? Ter aplicativos sempre maximizados e trocar a bel prazer sem ter que recompor novamente as janelas, no exemplo do gimp, eu manteria a caixa de ferramentas desagrupada e agruparia apenas as varias imagens que abrí e trocaria entre elas apenas com Super+[Direita/Esquerda] sem me estressar com muitas janelas abertas ou desktops virtuais.
Vejamos um vídeo onde este recurso é demonstrado :

É claro que o exemplo do Gimp não é o único, e talvez você nem goste de agrupar janelas com ele. Mas, agrupar janelas é um recurso interessantíssimo para vários tipos de aplicações, onde torna mais confortável o uso de várias janelas simultaneamente do mesmo aplicativo ou de aplicativos diferentes, e assim interagir entre eles de forma mais produtiva.

É claro que “produtividade” é algo relativo, muita gente só em ver a combinação Super+S/G/U/T já perde a produtividade. Convenhamos, nem todas as pessoas gostam de usar atalhos, muitos preferem um botão copiar/colar do que CTRL+C/CTRL+V e isso não tá errado, é questão de gosto, assim como agrupar janelas que embora útil, pode ser apreciado ou ignorado.

  1. #1 por Alemão em 9 \09\UTC outubro \09\UTC 2008 - 16:12

    e ai rapaz!me diz uma coisa, qual tema tu usou no teu ubuntu?achei bem legal…abraço

  2. #2 por hamacker em 9 \09\UTC outubro \09\UTC 2008 - 17:34

    O tema chama-se “mythbuntu” e pode ser encontrado nos repositórios com o nome de “gtk2-engines-mythbuntu” e os ícones é o próprio Tango que já vem pré-instalado. O papel de parede não me lembro onde foi que peguei.

  3. #3 por Markinho_RJ em 10 \10\UTC outubro \10\UTC 2008 - 8:08

    Sensacional!!!
    Parabéns!!!
    Valeu pela dica!!!

  4. #4 por Pedro Costa Neves em 10 \10\UTC outubro \10\UTC 2008 - 11:34

    :D adorei
    principalmente a parte do ‘se vira’

  5. #5 por Thiago A. em 10 \10\UTC outubro \10\UTC 2008 - 12:05

    o compiz é muito enjoativo… sao sempre os mesmos efeitos. e se deixar eles aleatorios seu computador vira um circo. nao sei como alguem aguenta usar 1 mês inteiro. tem um grande poder de desconcentrar você do que estiver fazendo, e ainda é falho (consome um monte de processamento) mesmo visualmente, e muito frequentemente tem o problema da “janela preta” (no firefox ou em programas pesados/carregados por exemplo), que prejudica a fluidez 100% que ele deveria ter. demorei um bom tempo usando pra concluir isso.

  6. #6 por Patola em 10 \10\UTC outubro \10\UTC 2008 - 20:15

    Thiago, your mileage may vary. Eu me acostumei a tal ponto ao compiz que vejo qualquer outro ambiente como desajeitado. Eu só uso as versões estáveis dele, nessas versões ele tem sim a fluidez 100%. Recursos como aba? Adoooro?

    hamacker, não é “áurea”, áurea é um adjetivo relativo a ouro. É “aura”.

  7. #7 por kushelmex em 10 \10\UTC outubro \10\UTC 2008 - 21:38

    valeu pela dica!

  8. #8 por eu.mavi em 17 \17\UTC outubro \17\UTC 2008 - 1:01

    Muito bacana. Tava perdido sem saber usar essa funcionalidade e o artigo foi perfeito. Parabéns amigo. Vou esperar as suas novas dicas úteis sobre o compiz.
    E essa de enjoar o compiz tá com nada. Enjoativo é o windows seco e pé-duro.

  9. #9 por Marcopolo em 10 \10\UTC dezembro \10\UTC 2008 - 20:07

    Patola, parabéns pela observação à gramática! Evidentemente que o nosso Hamacker se confundiu, já que sua didática é sensacional!

    Abraço,

    Marcopolo.

  1. Compiz: Agrupando janelas separadas ou criando abas virtuais
%d blogueiros gostam disto: