Re-especificando pastas especiais do GNOME

Um comportamento do GNOME/Ubuntu para mim é estranho. Nas versões anteriores, os nomes de pastas importantes eram traduzidas, cada qual em seu próprio idioma, por exemplo, a pasta ‘Templates’ chamava-se ‘Modelos’, a pasta ‘Documents’ chamava-se ‘Documentos’ e assim por diante. Mas, vou repetir, mas…a pasta ‘Desktop’ sempre chamou-se ‘Desktop’, a razão disso era óbvia para mim, a área de trabalho dum usuário é mui acessada e demasiadamente comprida sua tradução em diversos idiomas, mas enfim, traduziram ‘Desktop’ para ‘Área de Trabalho’, efeito colateral ? Sim, especialmente para quem usa o terminal :

cd Área\ de\ Trabalho

Toda referencia a ela, dá mais trabalho, seja por causa da acentuação ou seja por causa da barra invertida precedendo os espaços. Além disso, pessoalmente, misturar a acentuação em nome de pastas é algo que me irrita. Podemos corrigir ?
Sim, podemos. Há duas alternativas, você pode modificar o sistema para todas as novas contas a serem criadas ou apenas para uma conta específica.

Modificando as pastas GNOME para todas as novas contas

Dê um ALT+F2 e execute : gksu gedit /etc/xdg/user-dirs.defaults
Neste arquivo tem a relação de como se chamará as pastas do seu sistema, altere-o conforme sua necessidade. Eu por exemplo, alterei todas deixando-as em minúsculo e sem acentuação, veja :

# Default settings for user directories
#
# The values are relative pathnames from the home directory and
# will be translated on a per-path-element basis into the users locale
DESKTOP=desktop
DOWNLOAD=downloads
TEMPLATES=modelos
PUBLICSHARE=publico
DOCUMENTS=documentos
MUSIC=musicas
PICTURES=imagens
VIDEOS=videos
# Another alternative is:
#MUSIC=Documents/Music
#PICTURES=Documents/Pictures
#VIDEOS=Documents/Videos

Vê ? Essa solução é mamão com açúcar de tanto fácil.
Porém, só vale para os novos usuários que forem criados no sistema. Vamos a próxima solução que fará a mesma correção, porém com um usuário já criado.

Modificando as pastas GNOME para uma conta já existente

A solução é praticamente a mesma, só muda mesmo o nome do arquivo. Edite o arquivo ~/.config/user-dirs.dirs, se ele não existir, crie-o. Dê um ALT+F2 e execute : gedit /home/suaconta/.config/user-dirs.dirs e recrie-o com o seguinte exemplo :

XDG_PUBLICSHARE_DIR="$HOME/publico"
XDG_DOWNLOAD_DIR="$HOME/downloads"
XDG_MUSIC_DIR="$HOME/musicas"
XDG_VIDEOS_DIR="$HOME/videos"
XDG_DESKTOP_DIR="$HOME/desktop"
XDG_DOCUMENTS_DIR="$HOME/documentos"
XDG_TEMPLATES_DIR="$HOME/modelos"
XDG_PICTURES_DIR="$HOME/imagens"

Depois disso, você deve criar as pastas acima, caso contrário a solução não funcionará. No exemplo acima, basta executar :

cd
mkdir downloads musicas videos desktop documentos modelos imagens

Obs: o comando ‘cd’ sem nenhum parametro corresponde ir a pasta $HOME.

Se você tiver uma pasta comum entre todas as contas poderá usar o endereço na relação acima.

Vai recriar um novo LiveCDDVD ?

Eu tenho o costume de recompilar minha instalação e recriar um novo LiveCD e aplicando as duas modificações acima é essencial para que o novo liveCD/DVD já responda pós-instalação com esses diretórios. Mas para me certificar mesmo que funcione também acrescendo a seguinte estrutura no /etc/skel :

cd /etc/skel
sudo mkdir downloads musicas videos desktop documentos modelos imagens

Depois basta recompilar com o programa remastersts e todas suas próximas instalações vão seguir suas novas orientações de pastas do GNOME.

Observações importantes

As alterações só começam a valer quando você reiniciar seu login.
As alterações não removem as pastas antigas.
O gnome continuará a usar o nome ‘Área de Trabalho’, porém irá se referir a pasta que você especificou e não ~/Área\ de\ Trabalho.

Conclusão

Esse problema me lembra uma tradução que encontrei num livro, na época estava aprendendo a programar em Delphi e o livro fazia referencias a um componente chamado ‘Chanfradura’ e eu nunca achava este componente. Mais tarde fui descobrir que o livro estava se referindo ao componente chamado ‘Bevel’.
Aqui ocorre o mesmo, quem fez a tradução da palavra ‘Desktop’ certamente não imaginou que sua tradução iria também ser usada como nome de pasta. Eu gosto muito da língua portuguesa, mas tecnólogos tem que saber lidar com nomes estrangeiros o tempo todo, assim seria melhor não tentar traduzir nomes de pastas importantes cujo efeito colateral é pior que o benefício. Será que teremos uma correção disso na próxima versão do Ubuntu ou teremos de engolir ‘Área\ de\ Trabalho’ pelo resto da vida ?

  1. #1 por Moisés em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 12:44

    Por estas e outras, eu prefiro usar o ubuntu com a linguagem padrão em inglês. Além dos motivos citados à cima, existem muitas outras ocasiões, em softwares por exemplo, em que os nomes traduzidos para português estragam os alinhamentos, etc… Também há aqueles nomes técnicos que nem deveriam ser traduzidos, por exemplo, quando instalei o ubuntu 8, “Mouse” chamava-se “Rato” na tradução para pt-br…

  2. #2 por Sérgio Luiz Araújo Silva em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 12:53

    Sugiro que criemos um script para automatizar a tarefa, por exemplo na criação de pastas podemos fazer algo assim:

    mkdir -p {tmp/,docs/{img/{wallpapers/,icons/,fotos/},textos/{man/,artigos/}}}

  3. #3 por Bruno em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 13:31

    Parabéns, cara.

    Essa modificação me pareceu mais que desnecessária, afinal é os caminhos fazem parte da estrutura de diretórios do sistema. É como querer chamar John de João só pq tá do Brasil ¬¬. Aqui eu fazia uma gambiarra, link simbólico Desktop apontando para Área\ de\ Trabalho.

  4. #4 por Arthur em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 13:41

    Acho que no Feisty ainda mantinham o ‘Desktop’ como ‘Desktop’. Mas algumas traduções realmente são prejudiciais..

    Se não me engano, ao instalar o Ubuntu o programa gparted não mostra o botão Aplicar (ou ao algo assim) se não maximizar a janela.
    Isso acontece, presumo eu, devido ao tamanho das palavras traduzidas que acaba interferindo na interface. Bom, acho que isso foi um desabafo hahua

    Voltando ao assunto, como que se pede para o time de tradução considerar o ‘Desktop’ e ‘Mouse’ no Intrepid?

  5. #5 por Fábio Nogueira em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 13:56

    Olá!

    Infelizmente houve um erro na tradução da string! E com isso.. foi traduzido o que não era pra ser traduzido!
    Iremos verificar esse problema para a próxima versão do Ubuntu.

    Ps.: O “rato” foi um bug mesmo e não um problema referente tradução.

    []’s

  6. #6 por F@bio em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 16:33

    Para a pasta Área de Trabalho virar desktop foi tudo certo.
    Mas não mudou os links no menu superior “Locais”.

  7. #7 por F@bio em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 16:36

    Já resolvi, foi só alterar manualmente em Marcadores->Editar Marcadores do Nautilus.

  8. #8 por F@bio em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 16:39

    Uma dúvida, estou com um problema na Lixeira, não estou conseguindo esvaziar ela completamente.
    Clicando “Esvaziar lixeira” não funciona.
    Se eu abrir a lixeira eu visualizo a pasta que não consigo apagar, aí eu tento apagar e aparece a mensagem: “Erro ao excluir. Erro ao remover arquivo: Permissão negada”

    Alguém tem alguma idéia do que pode ser e de como eu posso apagar definitivamente estes arquivos?

    Obrigado…

  9. #9 por Iron Junior em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 16:55

    Dale, valeu a dica, mas uma forma mais simples ainda de alterar as pastas é pelo Ubuntu Tweak: http://www.getdeb.net/release.php?id=2750

    Na parte -> “Pessoal” -> “Diretórios do Usuário”
    Ali é só alterar as pastas que quiser!

    []

  10. #10 por Lauro César em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 18:00

    F@bio, vc deve ter excluído algum arquivo ou pasta usando usuário root ou algo assim, por isso não tem permissões para apagá-los da lixeira. Entre como usuário administrativo usando o gksudo + nautilus e limpe essa sujeira ;)

  11. #11 por Lauro César em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 18:03

    Hamaker, gostei da sua solução, bem elegante.

    Estou usando o Fedora 9, e nele também ocorre este problema, tem até uma dica de um cara que manda bem de Fedora ensinando a criar um link simbólico com o nome de Desktop apontando para Área de Trabalho, mas fica meio estranho, principalmente para um leigo, dois subdiretórios em um mesmo diretório com nomes diferentes e apontando para um mesmo local. Essa sua sugestão é demais.

    Um abraço.

    Ah, acho que vou até usar essa idéia sua e sugerir isto pro cara, claro, dando os créditos a vc.

  12. #12 por Lauro César Alves em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 18:54

    Boa noite.

    Rapaz, fiz com você ensinou, mas infelizmente no menu do Gnome ainda consta “Área de Trabalho” e o link do menu superiro do nautilus também permanece mostrando “Área de Trabalho”.

    Alguma dica para mudar estes comportamentos?

    Um abraço.

  13. #13 por Felipe Falce em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 20:23

    Eu resolvi usando simplesmente um “ln -s Área\ de\ Trabalho Desktop”.
    Não resolve o problema para todos os usuários mas aqui na minha máquina só tem um usuário mesmo…

  14. #14 por F@bio em 26 \26\UTC junho \26\UTC 2008 - 21:57

    Lauro César, usei o gksudo nautilus, mas quando clico em lixeira a tela da janela dica cinza, ou seja, travada…
    Não sei o que acontece….

  15. #15 por Lauro César Alves em 27 \27\UTC junho \27\UTC 2008 - 8:58

    Felipe, quando você usa este comando que nos passou, cria mais uma pasta no /home/usuário/ com o nome “Desktop”. Tá certo, é um link simbólico para o diretório “Área de Trabalho”. Mas não fica lá muito elegante, como eu disse antes, visualizarmos dois ícones no Nautilus apontando pra um mesmo lugar, para um usuário leigo (minha esposa por exemplo), a tendência é: pra que esta nova pasta? Ou pior: vai pro mesmo lugar, vou apagar uma.

    F@bio, não sei dizer o que pode estar acontecendo, não sou muito experiente em Linux, quis apenas ajudar com algo semelhante ao que já me aconteceu, mas seu caso tá estranho, abrindo o nautilus com poderes de administrador e não tem acesso a lixeira? Alguém por aqui tem idéia de como ajudá-lo?

    Um abraço a todos.

  16. #16 por Edgar Gabaldi em 27 \27\UTC junho \27\UTC 2008 - 9:17

    Eu uso mandriva… e lá eles traduziram para “Área de trabalho”. É um saco mesmo ter que ficar digitando cd Área\ de\ Trabalho, embora o bash tenha a função de autocompletar que melhora um pouco a situação.

    Não satisfeito, criei um link simbólico :P

    ln -s ~/Área\ de\ Trabalho ~/desktop

    =)

  17. #17 por F@bio em 27 \27\UTC junho \27\UTC 2008 - 10:27

    Lauro Césa, agora deu certo, acessei o caminho completo no nautilus para apagar o arquivo e não cliquei no atalho da lixeira que ficava na barra da esquerda da janela, aí não travou e eu apaguei os arquivos.

    Muito obrigado

  18. #18 por Luiz Alexandre em 28 \28\UTC junho \28\UTC 2008 - 0:04

    Cara, li você reclamando da tradução de Desktop, que é um termo técnico, e abaixo vai e manda um Sítio que o termo técnico é site….
    Melhor se decidir pelo que é bom ou não ser traduzido, você não acha?

  19. #19 por hamacker em 28 \28\UTC junho \28\UTC 2008 - 18:25

    Luiz Alexandre, sempre que possível vou usar o português. Sei que não sou perfeito, uso link/download/… e tantos outros termos fora do português, mas no caso de ‘site’ prefiro ‘sítio’. Assim como zipar, prefiro compactar, assim como deletar troco por apagar. Mas me reservo do direito de falar ‘backup’ ao invés de ‘cópia de segurança’ e as misturas não param por aí, dependendo do publico com que falo também tenho mania de desfazer algumas trocas, como trocar meu preferido ‘download’ por ‘baixar’. Confuso ? Também acho, cada ser humano é único e me considero assim, é como um cacoete.

    Eu não falo “Desktop”, eu falo “Área de Trabalho”, deve ter reparado que o gnome faz o mesmo, no nautilus(entre outros programas) ainda é vista como ‘Área de Trabalho’ embora a pasta continue a chamar-se “desktop”. Eu posso chamar /tmp de pasta temporaria, e vou reclamar quando me falarem que “/tmp” mudou para “/pasta\ temporaria” ?

  20. #20 por jahnke em 30 \30\UTC junho \30\UTC 2008 - 21:56

    Eu faria um simples: $ ln -sf “Area de Trabalho” Desktop

  21. #21 por Legendario em 22 \22\UTC julho \22\UTC 2008 - 23:32

    Muito legal, cara! Queria saber se você não poderia fazer um post explicando como fazer a minha pasta ~/Downloads aparecer nas caixas de diálogo do gnome e naquela barra lateral de atalhos do nautilus.

    Abraços

  1. Criando seu livecd/dvd com o remastersys « 3c0linux
%d blogueiros gostam disto: