Serenatas com gnome-art-manager.

O gnome-art-manager quando surgiu em versões anteriores ao Ubuntu 7.10 Gutsy, era um aplicativo bom, no entanto, muito instável e pouco prático para uso diário para os aficcionados por personalização. Por exemplo, ao tentar instalar um papel de parede, eu tinha que baixar uma lista enorme de snapshots(=telas pequenas de amostra) de cada uma delas. Mas se por um acaso eu fechasse o gnome-art-manager e mais tarde fosse escolher outro papel de parede teria de baixar todos os snapshots novamente. Além disso, aplicar os temas era angustiante porque as vezes não instalava e quando instalava as vezes não aplicava. Obviamente, o gnome-art-manager ainda estava em evolução, mesmo assim alguns usavam-no prematuramente.
Atualmente, o gnome-art-manager (ou Art Manager) já está mais maduro e é capaz de guardar em cache snapshots de temas e não “crasha” mais como antigamente.

Sua instalação é simples e bem delineada no artigo Ubuntu Paradise, este é o momento de demonstrar como utiliza-lo. Carregue-o a partir do menu :
ubuparadise-gnome-art-from-menu

Com o gnome-art-manager você baixa tudo que for postado em http://art.gnome.org/, um repositório na internet onde internautas postam papéis de parede, splashes e temas. Temas para gnome não é algo muito fácil de explicar, pois um tema para gnome pode envolver uma ou várias peças que afetam a aparencia e que quiser pode baixa-los separadamente e combina-los entre sí.

Vamos demonstrar como baixar novos temas? Já com o gnome-art-manager carregado, vá até seu menu em Art->Desktop Themes->Application, nele voce tem temas que caracterizam as aplicações como bordas, controles e cores quem podem vir completos ou parciais. Veja a quantidade de snapshots sendo carregadas :

Definitivamente, o Art manager não é um aplicativo para ser usado porque quem não possui banda larga.
Agora selecione um tema da lista, se voce nunca usou o Art Manager antes, sugiro começar com temas mais completos, por exemplo, selecione o “CleanestBrushedGnome” na lista :

Clique no botão “Install”, e por alguma razão que talvez voce não saiba explicar, ao invés de aplicar o tema escolhido, a janela de Preferências de Aparência aparece. É isso, mesmo ! O Art manager não aplica os temas, ele apenas baixa e instala, mas é você que tem que aplica-lo usando o processo habitual com o Preferências de Aparência. Irá reparar que na relação de temas prontos há um com o nome de “CleanestBrushedGnome”, clique nele :

Algo que é uma benção e uma maldição ao mesmo tempo no gnome é a seleção e aplicação automática dos temas. Voce clica num deles e pimba! já está aplicado, supondo que voce tenha baixado um monte de temas novos e quer ver a aparência de cada um deles então vai achar isso uma benção, mas quando você conhecer a maioria dos temas e por alguma razão quer apenas exibir a lista e não aplicar nenhum tema, verá como ele também pode ser é uma maldição, lembra muito aquele seriado PUSHING DAISIES onde o primeiro toque salva e o segundo destroi.
A escolha do tema “CleanestBrushedGnome” foi proposital, pois este é um tema mais completo e que por sí só faz aparece-lo na tela principal, mas alguns temas da seção Art->Desktop Themes->Application são apenas parciais e podem não aparecer na tela principal. Trazendo suporte parcial a apenas os controles você precisará selecionar um tema qualquer e depois personalizar(botão : Personalizar) o tema escolhido, daí então ele aparecerá na guia “Controles”. Exemplo de uma tela exibindo todos os temas de “Controles”, nem todos estes aparecem na tela principal :

Verá uma subjanela com guias adjacentes como Controles, Cores, Margem da Janela, Ícones e Cursor. Temas da seção “Application” carrega um ou mais desses itens. Portanto, quando voce baixar um tema Application e não encontra-lo na janela principal do Preferências de Aparência, experimente procura-lo em “Personalização”.

Voce viu Art Manager sendo utilizado para baixar temas da seção “Application”, mas há também uma seção de Backgrounds (papéis de parede), Window Borders(bordas de janelas) e Ícons(ícones) . Além destes, é possível baixar telas de login manager (temas para fazer a autenticação inicial de login), splash screen (aquela janela de “carregando…” após o login) e GTK+Engine que é um mecanismo de tema que voe não irá aplicar a menos que compile-o também.

Uma verdade sobre os temas : Existem temas que deixam seu sistema mais rápido, por outro lado, há temas que deixam o gnome uma carroça. Depois de experimentar um tema e gostar dele, voce tem que resolver se ele não está sacrificando performance a ponto deixa-lo aborrecido. Um belo exemplo disso, são os temas “Murrina”, eles são nota “10” em performance e tem visuais limpos, eles contrastam com os temas cujos nomes terminam com “ish” que possuem até simulação de escovação de metal nos controles e são terminantemente proíbidos para quem tá com um equipamento de configuração mais lenta. Nunca olhe para um tema e julgue pela sua aparência que ele é lento ou rápido, pois existem temas bem “eunucos” (onde parecem faltar partes) e são bem lentos, e também há temas fantásticos com visual limpo e que são rápidos. A mágica disso é que alguns designers se preocupam com “pintar”, enquanto outros se preocupam com o “pintar” e “escovar”, isto é, indexam as cores, limpam as imagens e só depois de muito trabalho na “escovação” postam seu trabalho. Qualquer dia desses eu falo sobre o Candido, uma GTK+Engine que faz seu ambiente gráfico voar, baseado no Cairo, ele foi o mais veloz que já usei, superando os considerados “leves” como o FWM, leve, mas sem abrir mão da beleza.

  1. #1 por WASHINGTO OLIVEIRA em 26 \26\UTC maio \26\UTC 2009 - 16:05

    cOMO SEMPRE VC DANDO DICAS BEM MASTIGADAS. ONDE TODOS ENTENDEM: INICIANTES E FERAS DO UBUNTU.

    BOM SERIA QUE TODOS QUE POSTAM TIVESSEM A MESMA PREOCUPAÇÃO.

    SUCESSO!!!!

    UM GRANDE ABRAÇO!!!!

%d blogueiros gostam disto: