RIP : Arthur C. Clarke

Eu não sou darwiniano, sou criacionista, mas nem por isso desmereço àqueles que pensam contrário a mim ou obras desenvolvidas com o mesmo efeito.
Com a morte de Arthur C. Clarke, uma fonte de inspiração na área de ficção cientifica, recomendo uma leitura dum artigo aprazível com o título “A Banda Sonora do Cosmos” publicado no sítio Bitaites. Este artigo analisa um dos títulos mais conhecidos de Arthur Clarke que tornou-se um filme clássico de ficção ciêntifica : 2001 – Uma odisséia no espaço, de Stanley Kubrick.

Segue o Link :
http://www.bitaites.org/artes/2001-odisseia-espaco-banda-sonora-cosmos

%d blogueiros gostam disto: